Kristallwelten – Catedral de Cristal

A sensação ao entrar na terceira sala, assemelha-se à de entrarmos dentro de um cristal gigante. Com excepção óbvia do chão, que é plano e metálico, as paredes são côncavas formando parcialmente metade de uma esfera. As paredes constituídas por um incontável número de triângulos de espelhos de cristal, impedem que qualquer pessoa que entre nesta catedral especial passe despercebida, pois fica instantaneamente reflectida em diversos espelhos triangulares.

A claridade dilui-se e os segredos escondidos emergem temporariamente. Mas sem aviso prévio os segredos são devolvidos ao anonimato, surge a escuridão apenas para depois surgir luz que se metamorfoseia para a Catedral se revestir de azul, vermelho ou verde, tudo reflectido e expandido via cristal.

Sem duvida entre magnificas e surpreendentes salas, esta é aquela que mais se reveste em si mesma de surpreendente e inesperada pela simples razão de ser como é não das obras isoladas que apresenta.

A música de Brian Eno envolve-nos durante toda a estadia nesta catedral.

3 thoughts on “Kristallwelten – Catedral de Cristal

  1. esta sala é definitivamente a minha favorita do museu todo…e a sensação de caminhar e parecer que estamos a calcar alguma coisa…o som também é impressionante e vimos que gravaram uma cantora de ópera lá dentro da sala…gostei do post e claro que a montagem fotográfica para mim forma parcialmente mais de metade deste post metamorfoseado…:)

  2. Pingback: Kristallwelten – A Prima Donna | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s