Kristallwelten – Caligrafia e passagem

Não considero que exista um espaço dedicado exclusivamente ao cristal transposto em palavras.

Uma passagem, um corredor com pedras a formarem-se holograficamente  à aproximação dos nossos pés, a continuação da parede de cristal que começou no Hall de entrada, uma tapeçaria com uma espécie de Deusa animal, um néon a indicar-nos o sentido da sorte, são alguns dos elementos que nos aguardam nos passos seguintes da descoberta deste museu.

Mas no exterior do Gigante, perto da entrada, depois da aquisição dos bilhetes, também há uma frase de “Yes to all” onde as pedras de cristal cobrem o que parece um indicador publicitário, talvez à capacidade de ali tudo ser possível.

Uma espécie de candeeiro composto de tubos cilíndricos de Cristal, onde se pode ler um poema sem fim, marca presença igualmente no museu, mas exposto em locais distintos, ao longo do tempo.

A identificar o fim da exposição e o inicio da loja um pouco mais além, à distância de uma escadaria, uma frase muito apelativa é projectada na parede convidando a “Viver o sonho”.

Diferentes espaços, diferentes locais, um denominador comum, a transmissão de mensagens.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s