Fogo de artificio e mais fogo de artificio…

Quase se poderia tornar uma tradição inconscientemente instalada, mas o facto é que pelo terceiro ano na ementa da ultima refeição do ano constou fondue.

Desta vez um triplo fondue, pois a entrada foi fondue de queijo (suíço claro), o prato principal fondue misto (carne de porco, de vaca e camarão) com molhos de curry e manga, exótico e cocktail, e a sobremesa principal fondue de chocolate com ananás, uvas e morangos.

Adorei a ementa devo admitir, e suponho que se vai repetir mais vezes.

Mas a entrada em 2011 propriamente dita ocorreu no centro histórico de Munique, o mais perto possível de Marienplatz e da Rathaus (Câmara Municipal), o que no caso concreto foi sinónimo de ser entre a Schrammerstraße e a Residenzstraße (em frente à praça por trás da câmara) pois  quanto maior a aproximação a Marienplatz, maior o risco de ter um contacto de terceiro grau com o fogo de artificio e a multidão que lá se encontrava.

Talvez dado o frio que se faz sentir normalmente nesta altura do ano na Alemanha e a forte probabilidade de presença de neve, os motivos ao certo desconheço, mas o facto é que qualquer mini, super, hiper ou mega mercado, nos últimos dias do ano vendem uma grande variedade de fogo de artificio.

Este pequena contextualização serve sobretudo para explicar o motivo para eu ter receio de me aproximar demasiado de Marienplatz dada a multidão que lá se encontrava e uma grande percentagem da qual estar certamente “equipada” com fogo de artificio adquirido previamente e pronto a usar (em alguns casos sem o fazer da forma mais correcta e eficiente)

Explica igualmente porque é que se não fossem os sinos a tocar na Frauenkirche e as badaladas no relógio da Nova Rathaus, à meia-noite seria, mais difícil identificar quando é que a entrada no novo ano efectivamente tinha sido, pois o fogo de artificio tinha começado bastante antes e prolongou-se bastante depois. Por outro lado dada a qualidade e alcance do fogo de artificio vendido a qualquer pessoa maior de idade, era difícil identificar qual o que era atirado por particulares e qual o que era da responsabilidade da cidade.

A experiência foi realmente mágica e deambular pela zona mesmo com todos os cuidados do mundo para evitar ser atingida inadvertidamente por fogo de artificio mal colocado, algo inesquecível.

As pessoas concentravam-se em vários pontos da cidade, fosse em praças, pontes, ruas, e o denominador constante era a alegria, o espírito festivo, em alguns casos o espumante, mas em todos a presença do já tão referido fogo-de artificio.

A composição de fotos seguinte, ilustra a ordem dos acontecimentos durante a noite de réveillon: primeiro o jantar, depois o centro da cidade de Munique perto de Marienplatz e em Odeonsplatz e finalmente o fogo de artificio atirado quase na primeira pessoa.

4 thoughts on “Fogo de artificio e mais fogo de artificio…

  1. tanto fogo de artificio que deve ter avaraido as linhas telefónicas da Alemanha, pois não consigo telefonar para aí!!!!!
    O menu devia estar delicioso!
    Beijinhos

  2. Hmmmm…fondue de queijo…claramente não me queixo com a forma como como queijo…(aliteração à parte)…mas derretido com pão é do melhor…e sempre deu energia para aguentar o frio cá fora.
    E este ano nós tweeties, sempre não fugimos ao sylvester e aos seus fogos de artícios caseiros (loucura, espectáculo)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s