Seefeld in Tirol – Torneio mundial de Combinado Nórdico

Porque devemos aproveitar o contexto em que vivemos…

Se está um dia de sol e calor e vivemos perto do mar, o destino para um dia qualquer de fim-de-semana incluirá muito provavelmente uma praia, e quiçá aprimorar o bronzeado.

Mas se em contrapartida está um dia de neve, as temperaturas são negativas e vivemos perto da montanha, o programa de um dia qualquer de fim-de-semana não é necessariamente ficar em casa a assistir a um filme ou simplesmente a ver passivamente televisão.

Há muito que se pode fazer quando a neve é uma presença assídua no Inverno, mas a maioria é sinónimo de desportos de Inverno.

Assim depois de decidir que o frio e a neve não seria impedimento para sair de casa o passo seguinte foi descortinar qual o destino do passeio.

Neste caso uma pesquisa na internet permitiu tomar conhecimento que um Torneio Mundial de Combinado Nórdico, em Seefeld no Tirol decorria no fim-de-semana em causa (entre 14 e 16 de Janeiro).

Primeiros esclarecimentos. É importante referir que se trata da cidade de Seefeld no Tirol, ou seja, na Áustria perto de Innsbruck, uma vez que existe uma outra cidade também com o nome de Seefeld mas que se localiza na Baviera, ou seja na Alemanha. O extracto do mapa seguinte ajuda a encontra-la.

Por outro lado o combinado nórdico consiste numa mescla de saltos com o esqui e cross-country (corrida entre esquiadores por percurso com altos e baixos).  As marcas obtidas nos saltos determinam as posições de largada dos mesmos esquiadores na corrida de 10km (neste caso concreto).

Segundo o programa de domingo, dia 16 de Janeiro, a componente de saltos de esqui começaria às 11:00.

Não começava muito cedo, devo admitir, e o dia agradável de sol até decidiu marcar presença. A viagem até ao destino fez-se sem grandes constrangimentos de transito ou outras complicações. No entanto devo que sou portuguesa e nem sempre o cumprimento de horários funciona na perfeição comigo. O certo é que cheguei a Seefeld no Tirol já depois da 11:00, e a dificuldade em conseguir estacionar o automóvel perto do local onde se realizava a prova também contribui para o atraso.

O aspecto positivo é que durante o percurso a pé até ao local onde decorreria a prova,  um rapaz ao passar por mim perguntou se já tinha bilhete para assistir ao evento. O facto é que tal não era o caso e ele ofereceu 2 bilhetes gratuitos (o preço para um dia seria de 8€ por pessoa). Assim extinguiu-se a preocupação extra de adquirir os bilhetes no casino de Seefeld.

Agora mais descansada por já não ter o transtorno de adquirir os bilhetes antes de entrar na área onde decorriam os saltos, continuei o percurso pelo trilho na neve que levaria a tão desejado local. Nas suas imediações foi necessário apresentar os bilhetes, mas a afluência de publico circulava em sentido inverso ao meu.

Era um facto, a componente dos saltos de esqui já tinha terminado quando chegamos ao destino. Foi possível vislumbrar calmamente a área e ver sem atropelos as rampas de lançamento, já sem os participantes no torneio. Esses passavam perto de onde me encontrava já com uma postura descontraída pois a sua prova tinha terminado. Talvez fosse altura de pedir algum autografo, mas admito que não conhecia  nenhum participante e nem as suas indumentárias me davam indícios sequer a que país pertenciam (só para terem uma ideia como era uma completa leiga no assunto).

Seja como for não estava tudo perdido, a paisagem circundante era magnífica, a estância parecia ter bastante mais para oferecer e ainda poderia ver de tarde a outra componente da prova, a de esqui nórdico, ou cross- country.

 

2 thoughts on “Seefeld in Tirol – Torneio mundial de Combinado Nórdico

  1. Bom, eis-nos noutra aventura! Transformar um dia bem frio (imagino eu) num belo passeio! Ficamos a aguardar os pormenores e, já agora, ainda bem que a 1ª parte já tinha acabado, assim puderam ver melhor a paisagem!
    Beijinho,
    Isabel

  2. Para começar, combinado nórdico dá ideia de uma conspiração maquinada pela Suécia e Noruega para começar a vender bacalhau no Ikea junto com umas estantes…mas pronto.
    Devo dizer que alguém que se atire da rampa do salto de esqui (a altura, a altura!) de manhã e suba e desça encostas com uns esquis feito pinguim “speedy” gonzalez à tarde merece a minha admiração…não parece fácil.
    Pormenor interessante foi descobrir que as linhas e as palavras marcadas na rampa de esqui são compostas por pequenos ramos de uns verdes arbustos ou árvores (sim, biologia não é o meu forte) todos juntos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s