No dia da despedida …

No dia de dizer “adeus Veneza e até outro dia”  fiz uma visita de reconhecimento à ilha que me acolheu durante a estadia em Veneza, o Lido de Veneza.

É nesta ilha que se realiza o festival de cinema de Veneza, mas não consegui vislumbrar o Palácio mesmo em frente ao mar, onde o mesmo se realiza, pois os painéis das obras no mesmo impediam a sua visibilidade, nem no futuro Palácio do cinema.

Durante a estadia nesta ilha, num dos passeios nocturnos, pude apreciar a fachada de um Hotel que despertou imenso a minha atenção, o Grande Albergo Ausonia & Hungaria. Essa sua fachada encontra-se retratada na primeira imagem da compilação de fotos apresentada sobre esta ilha.

O Hotel foi construído em 1905 e tornou-se famoso pela decoração com mais de 7000 azulejos policromáticos da sua fachada. É considerado uma obra de arte do período Art Noveau  italiano “Liberty” e possui a maior fachada na Europa coberta de cerâmica.

A segunda imagem retratada na compilação é a do edifício do hotel onde fiquei hospedada, o Viktoria Palace Hotel, um edifício muito mais simples e comum que o anterior referido. Essa foto assim como as seguintes incluindo as panorâmicas foram obtidas do Vaporetto na lagoa, aquando da viagem até Murano.

A ultima linha de fotos da compilação correspondem ao lado da ilha do Lido de Veneza voltado para o mar mediterrânico, ou seja do mesmo lado onde se localiza o Palácio de Cinema de Veneza.

 

A saída da ilha foi feita de ferry-boat, mas desta vez durante o dia, o que permitiu vislumbrar melhor Veneza e guardar na memória algumas imagens do motivo porque é tão encantadora e dá vontade de lá voltar.

Depois de chegar a Tronchetto e o automóvel voltar a pisar terra firme, o destino pedido que o GPS indicasse foi Bolonha…

2 thoughts on “No dia da despedida …

  1. Andar de barco na brisa a ver uma cidade distintamente com aquele feeling medieval é mesmo inspirador. E também algo para não fazer depois de um almoço ou jantar particularmente pesado…
    A brisa é fresca e água surpreendentemente limpa. E chegar a Tronchetto (porque é que isto me lembra couves?) é deixar para trás outra época…para mais no carnaval em que as vestimentas elegantes adicionam à fantasia. Merecerá outra ocasião?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s