Verona – entre igrejas, pontes, palácios e muito mais

Além do descrito anteriormente, sem duvida que a cidade tem muito mais para “oferecer” a quem a visita.

Verona para mim tem um encanto especial e apelativo quando captada com  o rio Fiume Adige, as pontes que unem a cidade que o rio procurou separar, e as colinas que a integram e circundam o seu centro histórico.

A diversidade de igrejas dignas de referencia também é algo que não pode ser descurado.

A mais imponente e importante da cidade, deve ser mesmo a sua Catedral, cujo exterior já tinha visto no primeiro dia, mas o seu interior tive apenas oportunidade de visitar no dia seguinte.

A Igreja de San Fermo Maggiore, junto à margem do rio, bem visível da outra margem e próxima da ponte Navi, tem uma estrutura igualmente interessante de que destaco os tumulos suspensos no exterior de Aventino Fracastoro e de Giovanni da Tolentino.

 

A igreja de San Lorenzo (de cerca de 1117), com acesso ao seu pátio lateral via pórtico gótico com a estátua de São Lourenço (1476), talvez por ser menos visível da estrada principal, não deve ser das mais conhecidas, apesar de ser uma das mais importantes igrejas veronesas.

Já o mesmo não se pode dizer da Basílica de San Zeno Maggiore, que assume prioridade e visibilidade entre os monumentos veroneses, sendo considerada uma das maiores glórias da arquitectura românica.

Mas muitas outras igrejas poderiam ser mencionadas. Igrejas de grande dimensão como a de San Giorgio in Braida, ou mais pequenas como a de San Procolo, situada ao lado da Basílica de San Zeno Maggiore (imagens seguintes respectivamente).

Mas não é só de edifícios religiosos que reza a historia de Verona, como aliás já ficou comprovado pelos artigos anteriores.

Escavações de Via dei Leoni, restos da muralha e de uma torre romanas, dois metros abaixo do actual nível da estrada, são um dos exemplo dos vestígios que remontam à época romana de meados do século I a.c.

Museus e pontes como já referido, são algo em que Verona também é pródiga.

Depois de mais um artigo bastante extenso, termino a minha visita pedonal a Verona…

One thought on “Verona – entre igrejas, pontes, palácios e muito mais

  1. Acho muito engraçado as fachadas que são feitas com dois tons de pedra, riscas horizontais em tons alternados de laranja e branco…parece um mil folhas…
    A imaginação, a criatividade são armas poderosas, a elegância, as soluções que se conseguem criar com tão pouco, com tanta simplicidade…as soluções simples para os problemas mais difíceis estão mesmo aí à espera de serem descobertas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s