Berlim – vista das alturas e a ilha dos museus…

Na Capital Alemã,  existe uma grande diversidade arquitectónica, sendo passível apreciar a mesma do cimo da Torre de Televisão junto a Alexander Platz.

A sensação com que fiquei, foi de estar na presença de uma autentica selva urbana. Tal não me transmitiu uma sensação de tranquilidade e calma, mas é um cenário bastante plausível numa cidade grande, bastante populosa e palpitante. Fiquei com a sensação que a grande quantidade de prédios se acumulam, alguns sem um aparente ordenamento prévio e bem definido.

(Claro que essa minha sensação também é influenciada pela paisagem contrastante que se pode avistar da Torre de Televisão de uma outra cidade, a de Munique.  Neste caso esta insere-se no Olímpia Parque e é por isso rodeada pelo verde do parque entre alguns edifícios desportivos e pelo lago artificial , ou seja, por um cenário bastante díspar deste. Mas do Olímpia Parque em Munique falarei um outro dia.)

Esta é a paisagem possível de vislumbrar do cimo da Torre de Televisão de Berlim, mesmo tendo sido fotografada num dia enevoado e cinzento.

Este é o exterior da respectiva Torre de Televisão, e do seu interior no piso inferior, antes de subir no elevador “supersónico” até à Plataforma superior. Esta Torre de Televisão foi construída entre 1965 e 1969, e com uma altura de 368 metros é a estrutura mais alta da Alemanha.

Como certamente muitas outras cidades, possui uma vasta oferta em termos de museus. Este site assim o demonstra, apresentando o que cada um tem para oferecer, actualmente, em termos de exposições.

Existe mesmo uma área denominada de ilha dos museus, que se localiza perto da Catedral de Berlim (abordada no artigo anterior). Nesta ilha encontram-se 5 museus muito próximos entre si: a Antiga Galeria Nacional (Alte Nationalgalerie) (1), o Museu Antigo (Altes Museum) (2),  o Museu Novo (Neues Museum) (3), o Museu Pergamon (Pergamonmuseum) (4) e  o  Museu Bode (Bode Museum) (5).

A planta seguinte foi retirada deste site. de James Simon Galerie, com o intuito de ajudar a localizar cada um destes museus na ilha.

Dado o valor arquitectónico e cultural de grande importância desta ilha de museus, foi-lhe concedido o estatuto de Património Mundial da UNESCO em 1999.

Um outro museu mereceu o meu particular interesse em Berlim, mas esse ficará para o artigo seguinte…

 

Anúncios

11 thoughts on “Berlim – vista das alturas e a ilha dos museus…

  1. Olá, vim agradecer sua amável visita ao meu site. Muito obrigada pelos elogios.
    Seu blog é lindo, cheio de informaçoes! Berlim é uma cidade fantástica. Muita história e cultura. A ilha dos museus é de tirar o fôlego.
    Eu acompanharei seu blog sempre!!
    Beijos e uma ótima semana.

  2. A descrição alusiva à “Ilha dos Museus”, com fotos primorosas, merece os meus parabéns.

    Mais um artigo da “Turista” que me fez recordar momentos agradáveis.

    Obrigada!

    • Obrigada pelos elogios, mas devo admitir que os locais fantásticos contribuem mais do que a fotógrafa para as fotos obtidas.

      Folgo em saber que a fiz recordar momentos agradáveis.
      Muito Obrigada pela sua visita.

  3. O Museu Pergamon é para mim o mais belo Museu do mundo! Parabéns pelo seu poder de síntese em relação a uma cidade com tanta cultura e beleza. Beijinhos.

    • Bom dia!
      Do museu Pergamon, só tive oportunidade de conhecer a loja, pois o meu acompanhante de palmo e meio estava particularmente mal humorado quando passamos por lá.
      Mas pelo que diz perdi uma grande oportunidade, não o ter visitado por dentro.
      Quanto ao meu poder de síntese, admito que não é um ponto forte meu, pelo que considera que consegui tê-lo, acredite que isso é um grande elogio para mim.
      Continuação de óptimo fim-de-semana

  4. Pingback: Olympia Park – Munique « Turista Ocasional

  5. Olá!
    Também adorei o museu Pergamon. A forma como está organizado é diferente de todos os que já visitei.Acho que encaixar capiteis, partes de colunas ou arquitraves, estátuas, etc, em réplicas dos edifícios a que pertenceram, nunca havia visto em outro qualquer museu! É completamente diferente de ver peças soltas, embora arrumadas e classificadas.
    Também a ilha dos museus,rodeada pelo rio que se une, a catedral adorável mas diferente da maioria europeia, encantam quem não esteja prevenido.
    Bj

    • Acabei de chegar de ver, in loco, as maravilhas que tão bem descreve e ilustra no seu blog.. Efetivamente fiquei maravilhada! Nomeadamente com o Museum Pergamon e a sua História milenar.Em contraste com aquelas maravilhas, vimos o museu do Socialismo Democrático, mesmo ao lado do rio Spree, que pobreza!
      Não sei se por lapso ou de propósito não menciona o nome do 5º monumento,
      De fato a Alemanha reuniu uma coleção de obras espetacular, inclusive um um Padrão português que marcou a descoberta de Diogo Cão. Devia estar em Portugal….
      Parabéns e obrigada
      28/12/2013
      Sofia Jerónimo

      • Boa Noite Sofia Jerónimo!

        Muito obrigada pela sua visita ao meu blog e respectivo comentário.
        É sempre muito agradável descobrir que algo sobre o qual escrevi foi apreciado por alguém.
        A Alemanha é mesmo um país com riquezas aos mais diversos níveis. Quanto mais descubro, mais me apercebo do que ainda me falta descobrir e explorar no país.

        Cumprimentos

  6. Pingback: Parque do Danúbio e sua torre | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s