Maibaum, Maypole ou Mastro de Maio

Na Baviera os trajes típicos são com orgulho e vaidade usados em muitas ocasiões especiais, e não apenas envergados durante a conceituadíssima Oktoberfest em Munique.

O sexo feminino usa os dirndls (vestidos que podem ser curtos ou compridos, constituídos por um corpete, que em geral é sobreposto a uma blusa bastante decotada, e uma espécie de avental que sobrepõe a saia) enquanto o masculino não dispensa as lederhosen (calções curtos ou mais compridos, bermudas,  de pele e em geral com alças e uns bordados) complementados por umas camisas típicas e umas meias de lã.

Estes trajes, sobretudo os dirndls, não são exclusivos do Sul da Alemanha, pois também são típicos na Áustria, na Suíça, no Principado do Liechenstein e no Sul do Tirol em Itália, ou seja, nas regiões alpinas.

No dia 1 de Maio é sem dúvida outras das ocasiões em que os bávaros não dispensam estes trajes, sobretudo se se trata de participarem na festa de hastear o Maibaum (mastro de Maio).

O Mastro, resulta de um grande tronco de árvore decorado com as cores azul e branco (pelo menos na Baviera pois estas são as cores da bandeira deste estado)

Este mastro é hasteado exclusivamente por um grupo de jovens e fortes homens e com a ajuda de estacas de suporte. O esforço para executar esta “hercúlea” tarefa começa de manhã, cerca das 9 horas (pelo menos no local onde assisti, era esse o horário que constava no programa), sendo incentivado pelas pessoas que assistem, pela musica típica que é entoada durante o dia, e claro pelas canecas de cerveja, que por certo são um bom combustível para dar a energia e força extra de que os participantes precisam.

Cerca das 13h o mastro está totalmente hasteado e seguro com a ajuda de uns grandes pregos que o prendem a uma estrutura de aço (ou algo do género). Depois com a ajuda de um carro de bombeiros com guindaste são colocados emblemas alusivos ao artesanato e industria local.

Uma coroa de folhas e uma bandeira completam a ornamentação. Pelo menos na Baviera, é usual encontrar-se este mastro erguido numa praça central de destaque da cidade, durante todo o ano. Não são todos os anos que estes mastros são erguidos na mesma cidade, perpetuando o mesmo em algumas cidades cerca de 4 anos. No entanto todos os anos há cidades onde os mastros são erguidos dando lugar a uma festa comemorativa.

A festa perdura durante toda a tarde nomeadamente com musica tradicional e danças em volta do Maibaum (mastro de Maio).

As típicas salsichas, coxas de frangos entre os habituais pratos bávaros e seus acompanhamentos, eram possíveis de adquirir nas barraquinhas distribuidas pelo recinto. No entanto a minha preferência  foi a de almoçar numa zona abrigada do sol que pertencia a um resturante, onde a ementa era mais diversificada. Uma ementa toda com pratos com espargos, também não faltou, já que esta é a altura em que eles são reis à mesa.

Estes foram os pratos que “decoraram” a mesa, e posso assegurar que estavam bastante deliciosos.

7 thoughts on “Maibaum, Maypole ou Mastro de Maio

  1. Pingback: Frühlingsfest – a festa da Primavera em Munique « Turista Ocasional

  2. Pingback: Oktoberfest, a festa rainha de Munique e da cerveja | Turista Ocasional

  3. Pingback: De regresso a casa | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s