Palácio e Parque de Nymphenburg

Para celebrar o nascimento do seu filho e herdeiro do trono Max Emanuel, o Eleitor Ferdinand Maria e a sua esposa Henriette Adelaide de Savoy, nomearam o arquitecto Agostino Barelli para lhes construir uma residência de Verão a oeste de Munique. O nome do Palácio Nymphenburg, advém assim do Eleitor Ferdinand Maria querer homenagear as Ninfas por lhe terem concedido o filho tão desejado e aguardado. Um edifício simples em forma de cubo, teve início em 1664, e foi expandido durante o eleitorado de Max Emanuel (entre 1679 e 1726),  segundo planos de Henrico Zuccalli e Joseph Effner.

Também o seu filho Karl Albrecht, primeiro como Eleitor da Baviera (entre 1726-42) e depois como Imperador Karl VII (entre 1742 e 1745), continuou a obra de expansão iniciada pelo seu pai e avô. Ele reforçou o edifício com a adição do complexo do crescente do palácio.

Actualmente nos edifícios adjacentes ao Palácio localiza-se o Museu do Homem e da Natureza e da elitista Manufactura de Porcelana Nymphenburg.

No edifício principal do Palácio encontra-se o Museu de carruagens e trenós das antigas cavalariças reais e o Museu da Porcelana Nymphenburg.


No entanto é o Parque de Nymphenburg que me deixa sempre encantada quando visito esta zona de Munique.

O mapa do complexo do Palácio e Parque de Nymphenburg (encontrado em placares em diversos locais do parque), ajuda a esclarecer a quem tenha dúvidas, que não faltam fontes de interesse para visitar este extenso local em Munique.

Sempre que o visito, encontro pessoas que utilizam o parque para praticarem exercício, nomeadamente jogging. Quando me cruzo com os “desportistas”  penso sempre como são privilegiados os que moram nas redondezas, para usufruir também desta forma do parque.

Evidencio apenas alguns dos focos de interesse do parque.

Magdalenenklause – um edifício religioso para retiro e meditação, propositadamente construído em ruínas.

Pagodenburg – o seu nome deriva do elevado numero de pequenas figuras de deuses chineses conhecidos como “pagodes” (idolos) que incorporam a decoração. Trata-se de um edifício octogonal de dois andares interessante, mas quando comparado com o que encontrei no Parque Sanssouci, é muito mais simples.

Diversas zonas verdes dispersas pelo parque acompanhadas por lagos e linhas de agua.


Grande Cascata, perto de uma das extremidades do parque, diametralmente oposta ao palácio.

Monopteros – nas margens do lago de Badenburg, é um lugar que convida especialmente ao romance (ou então estou a ser influenciada pelo facto de  ao passar perto, ter encontrado um jovem casal com um cesto de piquenique a desfrutarem de champanhe nuns flutes)

Badenburg – pavilhão barroco que contém um grande salão de banquetes e uma banheira muito grande com azulejos. Alguns quartos estão decorados com papéis de parede com temas chineses.

Advertisements

2 thoughts on “Palácio e Parque de Nymphenburg

  1. Pingback: Em Odeonplatz – Theatinerkirche « Turista Ocasional

  2. Pingback: Almoço de Verão em cenário real… | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s