Madrid num fim de tarde quente, de Verão

Depois do Verão ter chegado, no calendário, mas sem que eu o sentisse em termos do que se espera em termos do calor e luminosidade que deveria publicitar, decidi procura-lo.

Na minha memória, surgiu uma cidade, que no Verão é sinónimo de calor, de um calor abafado, talvez até em excesso e um pouco desagradável. Por isso, para dosear um pouco esse facto,  não poderia ser a uma qualquer hora do dia. O fim do dia, pareceu-me a altura perfeita, para encontrar o calor que procurava na medida exacta.

Talvez enunciando um dia de calor na quantidade desejada, atraísse os dias de verdadeiro Verão que aguardo viver com entusiasmo, para perto de mim…

Mas um primeiro artigo sobre a capital espanhola, Madrid, tinha que ser sobre algo especial.

O Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, e o dia em que o visitei preencheu todos esses requisitos. Sem dúvida alguma um local bastante especial, para quem aprecia arte moderna e contemporânea.

O edifício em si, é bastante interessante, para quem como eu gosta de espaços amplos, com bastante iluminação natural resultante de zonas envidraçadas e com jardins interiores (mas no exterior, subentenda-se). E encontra-se localizado numa área bastante agradável.

As exposições em si, estão organizadas por várias secções segundo os géneros e estilos.

As imagens seguintes apresentam alguns dos quadros que lá pude encontrar, organizadas tanto quanto possível por estilos, mas nem sempre correspondendo ao mesmo artista.

Pablo Picasso

Guernica – Pablo Picasso

Outras obras dos mestres dos mestres, que não precisam de apresentações.

Salvador Dali, Oscar Domínguez entre outros

Uma área com uma exposição fotográfica com algumas singularidades também despertou o meu interesse e atenção.

Algumas esculturas também partilhavam o espaço com os quadros.
Lucio Fontana

Maqueta do Pavilhão de Espanha, na Exposição Internacional de Paris, 1937

Instalações exteriores

… e muito mais o museu tem para oferecer a quem o visitar.

9 thoughts on “Madrid num fim de tarde quente, de Verão

  1. Olá querida amiga,
    Madrid realmente é muito quente. Uma vez a minha mae até desmaiou lá de tanto calor. Eu tinha 15 anos e nao sabia direito como agir. Que bom que algumas pessoas que estavam na rua nos ajudaram. Apesar deste triste episódio, adoro a cidade!
    Beijos e uma ótima semana.

    • Sem dúvida alguma, Madrid é mesmo uma cidade bastante quente na altura do Verão, provavelmente porque se encontra no centro do país e sofre do efeito da continentalidade (ausência da brisa do mar que sempre ameniza um pouco o ambiente).
      Imagino como deve ter ficado mesmo aflita e sem saber como agir ao ver a sua mãe desmaiar com o calor.

      A cidade é realmente muito rica nomeadamente em termos arquitectónicos e de obras de arte nos seus vários museus.
      Beijinhos e óptima semana para si também.

  2. Olá!
    É naturalíssimo que quem sente a falta da presença do sol se lembre de Madrid,solar, luminosa como um arco-íris, mas quente, como bem diz.
    Este museu de arte contemporânea possui o que há de melhor e não só de origem espanhola. Gosto muito de KANDINSKY que também lá está.Nasceu na Rússia,estudou pintura 4 anos em Munique; foi atraído pelo fauvismo que surgira em Paris.Tornou-se fã do simbolismo e pintura abstracta, utilizando um estilo geométrico,anguloso e de cores vivas.Também passou por Bau haus ,mas com o nazismo voltou para Paris. É considerado o pai do Abstraccionismo.
    Beijinhos

    • Olá!
      Uma confissão: coincidência ou não, ter falado de uma cidade com dias quentes e luminosos no Verão, atraiu um pouco do calor para aqui também. Tanto ontem como hoje, os dias já foram de um Verão de sol luminoso e de clima temperado (o que é melhor porque dias bastante quentes também se tornam desagradáveis).

      Eu gostei bastante deste museu e concordo consigo, possui obras de arte de pintores extremamente celebres e com grande reputação internacional. Wassily Kandisky e Paul Klee, os espanhois Joan Miró, Pablo Picasso, Salvador Dalí, são apenas alguns dos artistas cujas obras se podem encontrar neste museu. Eu admito que aprecio bastante, particularmente, as obras surrealistas de Salvador Dali.
      Beijinho

  3. Madrid é uma cidade muto simpática, principalmente nos dias mais frescos. Nunca estive em lá no alto verão.
    Fui ao Museu da Reina Sofia convidada para uma festa. que obviamente foi muito charmosa, pois o museu é espetacular. Assim como o post. Deve ter sido muito trabalhoso fotografar todas essas obras maravilhosas para organizar no blog. Mas, o resultado não poderia seria melhor. Muito rico!!
    Parabéns e obrigada por compartilhar.
    Claudia

    • Deve ter sido uma festa realmente fantástica e charmosa, a combinar com o museu onde a mesma decorreu.
      Suponho que Madrid, não deve ser dos destinos mais populares espanhóis, durante os meses do pico do Verão, pois o calor em excesso também pode atrapalhar mais do que ajuda.
      Mas presumo que a Claudia como carioca, também deve estar habituada a temperaturas elevadas no verão (ainda que mais agradáveis por ser um calor mais fresco dada a proximidade ao mar).

      Muito obrigada pelo elogio e por ter gostado do meu artigo. Eu adoro tirar fotografias (mesmo reconhecendo que a sua qualidade por vezes deixa muito a desejar), e como costumo dizer, ando sempre com o dedo no gatilho. Mais trabalhoso do que tirar fotografias, porque isso é feito sem qualquer esforço, é efectivamente a posteriori organiza-las pois quantas mais fotos tire (e eu tiro sempre muitas fotos), mais tenho depois para catalogar.

  4. Olá.
    Como quase só falei de Kandinsky até se pode pensar que
    não apreciei mais nada. Puro engano! Escrevi com alguma pressa e muito ficou por dizer.
    Acho que a turista é muito observadora e descreve muito bem os edifícios e/ou objectos ou o que quer que seja digno de ser mencionado.Fotografa bem e faz enquadramentos óptimos.
    Neste museu,reparou na arquitectura , nos jardins dos pátios interiores, na luminosidade, nas estátuas, etc; todos os tipos de arte e não só a pintura.
    Parabéns.
    Beijinho

    • Fiquei mesmo sensibilizada com tantos elogios. Muito obrigada.
      É sempre muito agradável quando sentimos que o que fazemos é apreciado por terceiros.
      O facto de ter falado de Kandinsky, revelou o seu particular interesse por este pintor e o conhecimento que possui acerca dele. Como tal, é bastante natural que o evidencie de imediato.
      Beijinho

  5. Pingback: Madrid, cidade de Museus, Parques e muito mais | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s