Com uma mala cheia de boas recordações…

De regresso de férias… as quais já é um lugar comum dizer, que souberam a pouco, afinal por maior que seja a duração das mesmas, quer-se sempre continuar a aproveitar férias.

Estas férias foram um pouco de muitos aspectos, e só posso dizer que foram óptimas.

Há férias em que as palavras chave são a descoberta e o conhecimento, porque se descobrem novos lugares e se aumenta o conhecimento acerca do mundo em que vivemos.

Há férias em que as palavras chave são sem dúvida o afecto e o reencontro, porque durante as mesmas surgem oportunidades de reencontrar e conviver com pessoas que são importantes na nossa vida.

Estas férias foram uma feliz combinação destas palavras chaves, com uma clara predominância desta ultima.

Soube mesmo bem reencontrar pessoas de quem gosto bastante e que foram tão atenciosas e amorosas na forma como me trataram.

Este artigo serve sobretudo para agradecer toda a atenção, carinho e amabilidade que tiveram para comigo.

Assim hoje não escrevo sobre nenhum dos locais que visitei durante estas férias, mas sobre uma componente importante das mesmas, as pessoas que fazem parte da minha vida e com quem estive.

Por vezes viaja-se para se visitar países, lugares, contactar com outras culturas, experimentar a gastronomia local, outras para se voltar a lugares que sempre serão os nossos e sobretudo a pessoas que contribuíram para o que sou hoje e que farão sempre parte da minha vida.

Portugal será sempre o país que mais gosto de visitar nas férias, e por muitos atractivos turísticos que tenha, tal nunca será pelos locais em si.

Se fotos das pessoas que tornam sempre difícil dizer adeus a Portugal, não se encaixa no perfil deste espaço, em vez de imagens de despedida, termino este artigo (talvez um pouco mais melancólico e sentimental que o habitual), com o tipo de acolhimento turístico à chegada ao aeroporto, com um pouco de algumas das regiões  a desejar boas vindas…

9 thoughts on “Com uma mala cheia de boas recordações…

  1. ” A saudade fala português”…

    Ontem li um texto com este título e foi o que me ocorreu à mente logo que li o seu post.
    Fazer uma introspeccão faz parte do nosso crescimento como “gente”; confrontarmo-nos com as nossas raízes , faz “crescer”, faz bem ao equilíbrio emocional, enriquece o “ser”, traz
    outro tipo de conhecimento. Necessário. A turista fez uma viagem ao seu interior e com ela
    regressou ao passado, cimentou o presente e olha o futuro com outra perspectiva. Belas férias!
    Um abraço

  2. Cara Turista!

    Bem vinda ao seu espaço!

    LI com muita atenção este seu artigo. A principal mensagem que me passou, foi o reencontro com pessoas que muito considera e que são importantes para si.

    Permita-me que lhe diga, há lugares que sempre gostamos de voltar, sobretudo, pelas pessoas que lá se encontram e que são o elemento mais importante desses locais.

    Conforme referiu, aproveitou, também, para conhecer um pouco mais o “nosso” lindo Portugal.

    Não tenho dúvidas que levou consigo uma mala cheia de agradáveis recordações e muito “material”, que nos dará a conhecer nos próximos capítulos da “Turista”.

    Parabéns pela forma “perfeita”como terminou este seu artigo!

    • Olá Cara Executiva!

      Pela forma como comenta, dá realmente para perceber que lê com bastante atenção o que escrevo e que capta muito bem o que pretendo transmitir.
      É óptimo quando percebemos que a mensagem que pretendemos transmitir é captada sem “ruído” ou interferências.
      Muito obrigada por mais este seu comentário tão agradável e motivador

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s