Oktoberfest – o cerne do festival

Após dois artigos mais ou menos extensos, esclarecendo alguns dos aspectos particulares do Oktoberfest, este artigo pretende sobretudo apresentar em imagens, um pouco mais do que se pode encontrar no recinto do festival, ou seja, em Theresienwiese.

Algo que não é particular de um dia em especial mas é uma constante ao longo de todo o período do Oktoberfest.

O que é constante é a afluência de pessoas oriundas de Munique, da Baviera, da Alemanha e de muitos outros pontos do globo.

As tendas, grandes e pequenas são a essência do festival, e com elas a cerveja das 6 cervejarias de Munique.

Nas tendas grandes existem mesas longas, bancos corridos, decoração a preceito, muita musica e animação, cerveja, muitas Maß de cerveja para ser exacta, e comida típica (porco, frango, peixe além de salsichas e pretzels (Brezel em alemão)) para acompanhar.

Nas tendas médias o princípio é o mesmo, apenas feito numa escala e dimensão menores.

As tendas pequenas por outro lado, são tipo barraquinhas que servem ao transeunte que passa, uma série de outras guloseimas, típicas de festas populares. Frutos secos caramelizados (nozes, amêndoas…), fruta caramelizada ou em espetadas coberta de chocolate, algodão doce, pipocas doces ou salgadas, e muito mais que possam imaginar. Também existem claro, as barraquinhas populares de acertar no alvo e ganhar peluches, e outras que desafiam a sorte.

Os corações de diversos tamanhos, com mensagens apelativas feitos em Lebkuchen,  que é usual encontrar pendurados ao pescoço, é outro dos “emblemas” deste festival, mas nada exclusivo dele, pois é frequente encontra-los em  qualquer festividade alemã (suponho eu).

Os divertimentos são outro dos elementos imprescindíveis no Oktoberfest, e a esse nível existem de várias espécies fazendo as delícias de miúdos e graúdos. A roda gigante por exemplo é por si mesma um símbolo do próprio Oktoberfest, e é possível avista-la de quase qualquer parte de Theresienwiese.

E para acabar a visita a Theresienwiese, não posso deixar de mencionar a estátua da Baviera (personificação do próprio estado da Baviera) tendo ao seu lado um leão, e inserida ao centro do Hall da Fama. Muitos são os que, durante o Oktoberfest, aproveitam a pequena colina onde esta estátua se encontra  para descansar e repousar, ou mesmo como ponto de encontro para confraternizar.

Anúncios

5 thoughts on “Oktoberfest – o cerne do festival

  1. Olá, bom dia!
    Mais um em que pode usufruir do Oktoberfest e desejo que o
    faça com o seu” dois palmos” e, se possível, com o «pater familia».
    A estátua da Bavária é, pelos vistos, a patrona do evento cujos pavi
    lhões são montados a seus pés.
    16 dias de festa na cidade que é considerada a capital secreta da
    Alemanha ! Tem muita sorte em residir aí. Aproveite!
    Beijinhos

    • Desconhecia de todo a ideia de Munique ser a capital secreta da Alemanha.

      Todos os locais tem aspectos que os tornam interessantes para residir. A questão é procurar aproveitar o melhor do que cada um tem para oferecer.

      Beijinhos

  2. Olá turista tão especial:
    Está muito engraçada a sua reportagem desta festa. Fui uma vez a uma cervejaria em Munique numa 6ª feira à noite. Recordo a música, gente a dançar, mulheres muito grandes e fazendo todos demasiado barulho. Foi também a 1ª vez que vi canecas de 5 l de cerveja, o que me impressionou muito. Deve ser bem mais agradável a festa nessas barraquinhas ao ar livre.
    Beijinhos e obrigada pelas óptimas reportagens.

  3. Pingback: O Oktoberfest 2012 | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s