Burghausen, a cidade

Se o complexo do Castelo Burghausen é impressionante, a cidade possui edifícios com fachadas igualmente interessantes e que merecem ser devidamente apreciadas.

Numa das saídas laterais do complexo do castelo era possível vislumbrar uma paisagem deslumbrante com o lago Wöhrsee ao fundo (do outro lado do complexo avista-se o Rio Salzach). O meu dois palmos começou a percorrer o caminho lateral exterior à muralha e que continuava por um conjunto de lanços de escadas que conduziam à base da montanha. A alternativa foi segui-lo e interromper temporariamente a visita aos pátios do complexo do castelo.

Depois de descer todas as escadas eis chegada a vez de percorrer o caminho entre as vedações que impedem os animais de sairem do território a que pertencem.

As margens do Lago Wöhrsee encontram-se próximas e quase se pode imaginar como aquela área deve ser concorrida durante o Verão pelos veraneantes, que há falta de praia de outra espécie, encontram ali uma boa alternativa para os seus banhos de sol e de agua.

Passando esse lado da cidade junto ao lago e contornando pela base a elevação onde se encontra o complexo fortificado do castelo, chega-se ao outro lado da cidade onde se encontra o seu centro histórico.

A rua pela qual acedi ao centro do centro histórico da cidade tinha um interesse especial, sobretudo para aficionados por jazz, já que a mesma é a “estrada da fama” do B-Jazz, na qual figuram placas com assinaturas de alguns dos nomes mais sonantes do jazz. Por esta via tomei conhecimento que anualmente realiza-se nesta cidade a semana do jazz, e que existe alguma tradição e reputação da cidade no que concerne a este estilo musical.

Na extremidade desta estrada encontra-se o centro do centro histórico da cidade, com os edifícios que já tinha admirado do complexo do castelo.

A Igreja de S. Jacob e a Rathaus (Câmara Municipal).

Outros edifícios do centro histórico.

Depois de uma visita ao centro histórico da cidade, o percurso, agora ascendente, de regresso ao complexo do castelo.

2 thoughts on “Burghausen, a cidade

  1. Oi Turista!
    Fiquei uns dias sem passar por aqui e fui apanhada de surpresa com a quantidade de belos posts sobre a Alemanha. Você escreve muito rápido. Parabéns. Seu ritmo é acelerado. Eu só consigo escrever um post por semana. Sou bem mais devagar. hehehe.
    Fico doida para conhecer todos esses cantinhos.
    Muito obrigada pelos belos posts.
    Tenha uma ótima semana.
    Claudia

    • Olá Claudia!

      Fico sempre bastante contente por apreciar os meus artigos. Quanto à quantidade de novos posts desde a sua ultima visita, nem sempre quantidade é sinónimo de qualidade, mas procuro que o interesse e qualidade se mantenham, pois escrevo todos com bastante cuidado e motivação e entusiasmo.

      Uma óptima semana para si também e um período de advento magnífico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s