Ainda no centro de Viena…

O centro da cidade de Viena está repleto de edifícios, praças, parques, monumentos, todos deslumbrantes, e aos quais é impossível ficar indiferente.

Alguns edifícios que podem ter vivido diferentes momentos na história e outros com uma história recente revelada pela sua arquitectura moderna, mas todos combinam perfeitamente na paisagem.

Haas Haus, é exemplo de um edifício moderno, obra do arquitecto Hans Hollein e está localizado na mesma praça onde se encontra a catedral de Viena. Actualmente uma parte da casa Haas, é um hotel, um restaurante e um café, a outra parte é uma loja de quatro andares de uma cadeia internacional de moda.

Pestsäule – uma coluna da praga,  localizada na Graben, uma rua no centro da cidade, e uma das peças mais importantes e bem conhecidas de escultura na cidade.

Em 1679, Viena foi visitada por uma das últimas grandes epidemias de peste. Ao fugir da cidade, o imperador Leopold I prometeu construir uma coluna de misericórdia, se a epidemia acabasse. No mesmo ano, foi inaugurada uma coluna de madeira provisória feita por Johann Frühwirth, mostrando a Santíssima Trindade em uma coluna coríntia em conjunto com nove anjos esculpidos  (para os nove coros de Anjos). Em 1683, Matthias Rauchmiller foi contratado para fazer os trabalhos de mármore, mas ele morreu em 1686 e deixou poucas figuras de anjos concluídas. Seguiram-se vários novos projectos, entre outros, um de Johann Bernhard Fischer von Erlach, que desenhou as esculturas na base da coluna. Finalmente, a gestão do projecto foi atribuída a Paul Strudel, que baseou o seu trabalho no conceito do engenheiro teatral Lodovico Burnacini. Abaixo da figura da Trindade, Burnacini imaginou uma nuvem na pirâmide, com esculturas de anjos, bem como o imperador Leopold de joelhos, a rezar para uma escultura de fé. Entre outros, os escultores Tobias Kracker e Johann Bendel contribuíram para a coluna. A coluna foi inaugurada em 1693.

Durante o período do projecto, mudou de uma coluna memorial conservadora para uma cena de alto barroco, narrando uma história de forma teatral. O monumento indica a transição para a era do barroco em Viena. Influenciou imenso o estilo e foi imitado em toda a região austríaca.

– Bank Austria Kunstforum, na Freyung 8, cujo portal capta de imediato a atenção do mais distraído.

Neste espaço, projectado pelo arquitecto Gustav Peichl, encontra-se um grande número de clássicos modernos e seus precursores: exposições especiais desses renomados pintores como Schiele, Kokoschka, Cézanne, Picasso e Van Gogh, bem como exposições temáticas, que revelam muitas vezes, novos aspectos do trabalho de artistas proeminentes.

Café Central –  é um famoso café tradicional, que se encontra no centro da cidade, na Strauchgasse/Herrengasse e que foi inaugurado em 1876. Na viragem para o século XX era um ponto de encontro popular para expoentes do mundo da arte, literatura, política e ciência, tais como Arthur Schnitzler, Sigmund Freud, Peter Altenberg e Leo Trotzki.

-O Parlamento, um edifício criado por Theophil Hansen e construído entre 1873-1883 no estilo do Revivalista grego. A fonte Pallas Athena em frente ao parlamento também é da sua autoria. A Deusa Grega da Sabedoria de 15 pés de altura é da autoria de Karl Kundmann.

– Parque do Povo – Volksgarten, um parque construído sobre as fortificações da cidade destruída por Napoleão. Foi aberto ao público em 1820.

O parque é famoso pelo seu jardim de rosas, o templo de Teseu (1819-1823) autoria de Peter von Nobile e o monumento para a Imperatriz Elisabeth da Áustria-Hungria (Sisi) (1907) de Friedrich Ohmann. No parque também se podem encontrar estátuas dos poetas Franz Grillparzer e Karl von Hasenauer, e do escultor Hans Bitterlich.

Um pequeno aparte. Nem sempre quando alguém refere que foi ao Volksgarten, está a referir-se ao parque propriamente dito mas sim a uma discoteca, a Volksgarten Club Disco (e aqui é o site oficial da mesma).

Burgtheater, o Teatro Nacional. Um teatro construído entre 1874 e 1888 de acordo com os projectos de Gottfried Semper e Karl von Hasenauer, e localizado na Dr.-Karl-Lueger-Ring 2 .

Desde 1776, quando o Imperador Joseph II fundou o Tribunal e o Teatro Nacional, a instituição que precedeu o Burgtheater actual, este teatro, com a sua companhia distinta, tem mantido uma posição de liderança nas artes dramáticas dos países de língua alemã.

Rathaus, a Câmara Municipal de Viena. Um edifício construído entre 1872 e 1883 segundo os planos de Friedrich Schmidt (1825-1891). Localizada da Ringstraße, uma estrada onde a arquitectura dos edifícios é dominada pelo historicismo (o qual combina vários elementos estilísticos do passado criando um estilo próprio).

No entanto Friedrich Schmidt influenciou-se apenas numa época particular, a do estilo gótico, com uma torre semelhante às catedrais góticas.

Universidade de Viena, uma instituição fundada em 1365 e que é a mais antiga universidade do mundo de língua alemã e uma das maiores da Europa Central.

Na imagem abaixo encontra-se o edifício principal da Universidade, que se localiza entre outros edifícios históricos da Ringstrasse vienense (nas imediações de edifícios como o Parlamento, Câmara Municipal e Burgtheater) foi inaugurado em 1884. O edifício é da autoria do arquitecto Heinrich von Ferstel que procurou criar um novo tipo de construção, que reflecti-se o estatuto da capital Viena e da importância social da academia.

Neste edifício que é o centro histórico da Universidade de Viena, encontra-se a gestão da Universidade, a biblioteca universitária, o escritório de admissão de estudantes, a administração, algumas instalações geridas por institutos e faculdades individuais, o Audimax (auditório principal), e uma infinidade de outras salas de aula.

– Parque Sigmund Freud, está situado entre o edifício principal da Universidade de Viena e a Igreja Votiva e é particularmente popular entre os parques do centro da cidade de Viena como um relvado no Verão para se apanhar banhos de sol.

Em 25 de Março de 1997, a União Europeia plantou no parque um circulo de árvores que coincidiu com a comemoração do 40º Aniversário da sua fundação. Por ocasião do alargamento da UE em Maio de 2004, foi colocado no meio do círculo de árvores uma mesa de granito com dez cadeiras (para os dez novos membros). A lista seguinte apresenta os países da UE e as árvores que os representam:

França – Falsa Acacia (Robinia pseudoacacia)
Grécia – Macieira Silvestre Japonesa (Malus floribunda)
Espanha – Nogueira (Juglans regia)
Finlândia – Bétula (Betula pendula)
Itália – Fresno florido (Fraxinus ornus)
Alemanha – Carvalho (Quercus robur)
Países Baixos – Bétula (Betula pendula)
Dinamarca – Carvalho vermelho (Quercus rubra)
Suécia – Sorbus Sueco (Sorbus intermedia)
Reino Unido – Faia Europeia (Fagus sylvatica)
Bélgica – Choupo (Populus tremula)
Portugal – Carvalho (Quercus suber)
Luxemburgo – Carvalho (Quercus petrea)
Irlanda – Freixo (Fraxinus excelsior)
Áustria – Tilia (Tilia cordata)

Hotel Sacher, um hotel estabelecido em 1876 por Eduard Sacher, filho do criador da Sacher-Torte original, um bolo de chocolate único, com uma fina camada de geleia de damasco.

Na loja do café do hotel é possível adquirir esta Sacher-Torte original, um dos artigos de referencia e mais conceituados a nível turístico que foi apropriado pela cidade de Viena, e é deveras famoso mundialmente.

Staatsopera – a Opera do Estado de Viena é um dos endereços de ópera que se encontra no topo da lista dos do mundo e oferece um programa diferente a cada dia, com mais de 50 óperas e obras de ballet durante os cerca de 300 dias da sua temporada.

Foi inaugurada solenemente a 25 de Maio de 1869, com a ópera Don Juan de Mozart, na presença do imperador Franz Joseph e da Imperatriz Elisabeth.

Secessão, uma associação que resultou de em 1897 uma série de artistas ter rompido os seus laços com a Künstlerhaus, a associação e galeria de arte existente em Viena  por a considerarem intoleravelmente conservadora. Formaram assim uma associação nova de arte com o nome de Secessão e o lema, “Para a idade, a sua arte. Para a arte, a sua liberdade”.

Em 1898, Joseph Maria Olbrich, um estudante de Otto Wagner, ergueu o edifício galeria Art Nouveau para a nova associação. Em 1985-86, a cúpula da Secessão foi dourada de novo e a Secessão foi reformada e adaptada sob a orientação de Adolf Krischanitz.
Para mim, o edifício da Secessão é absolutamente adorável.

Musikverein, onde se encontra o centro da cultura musical vienense, o foco do circuito internacional de concertos e o Eldorado da música clássica.

O edifício está localizado na Musikvereinsplatz 1 (perto da avenida Ringstrasse e do rio Wien, entre Bösendorferstraße e Karlsplatz). Foi erguido como a sala de concertos nova gerida pela Gesellschaft der Musikfreunde, num pedaço de terra fornecida pelo imperador Franz Joseph I da Áustria em 1863. Os planos foram desenhados por Theophil Hansen no estilo neoclássico de um antigo templo grego, incluindo uma sala de concertos, bem como uma sala de música de câmara menor. O prédio foi inaugurado a 06 de Janeiro de 1870.

O centro desta capital europeia é mesmo repleto de locais indescritíveis e absolutamente memoráveis e únicos. A dificuldade reside quando se tem que fazer cedências e preterir alguns porque o tempo escasseia.

Eu admito que não sou capaz de criar uma lista de “must see” que inclua apenas 10 locais de Viena para visitar. Quem é capaz?

Anúncios

6 thoughts on “Ainda no centro de Viena…

  1. Cara “Turista”

    Parabéns pelo exaustivo “post” de hoje, sobre o centro nevrálgico de Viena.

    Viena, tal como a “Turista” tem vindo a relatar, tem uma alta concentração de sumptuosos palácios, fabulosos monumentos e edifícios. As fotos assim o confirmam.

    A “Turista” ao narrá-los dá a conhecer toda a sua história, pelo que considero uma mais valia para os meus conhecimentos.

    Quando a conheci, não deixei de constatar que Viena estava recheada de arte, cultura, história e tradição musical.

    Admito que fiquei seduzida pelas maravilhas desta imponente capital do Império Austro-Húngaro, pelo que terei de a visitar novamente.

    Os “posts” da “Turista” sobre Viena, fizeram-me reviver umas férias bem marcantes na minha vida.

    Obrigada e, mais uma vez, os meus parabéns pela minuciosa narração que faz em relação a todos os seus artigos, e, em especial, sobre Viena.

    Beijinhos.

    • Cara Executiva,

      Não sei se o artigo de hoje é exaustivo, mas admito que extenso é certamente.

      Sem dúvida que esta outrora capital do império Austro-hungaro, tem muitas remanescências do mesmo actualmente, o que a torna uma cidade em geral muito sumptuosa como referiu.

      Diz a expressão que “recordar é viver” ao que eu acrescentaria que quando as recordações são positivas, a sensação é quase a de rejuvenescer.

      Muito obrigada por mais este seu comentário, como sempre muito elogioso, e motivador.

      Beijinhos

  2. Olá Turista!

    Que super artigo!!!! Completíssimo. Me senti passeando por Viena. Na minha próxima ida até lá vou reler novamente todos esses detalhes históricos fascinantes. Vou salvar o post como favorito. Sua narrativa é fantástica.
    Belo post.
    Claudia

  3. Olá Turista!
    Amei seu post sobre Viena e aprendi muito com as informações. Foi um momento deleite e cheio de recordações. Estive em Viena duas vezes e me apaixonei por essa cidade. Já te adicionei aos meus favoritos. Sou “viajandona” e resolvi escrever (só pra distrair) sobre minhas andanças por aí. Parabéns pelo post!
    Ginapsi

    • Olá Ginapsi!

      Viena é mesmo uma cidade imperdível e impressionante. Não é surpreendente que se tenha apaixonado pela cidade.
      Obrigada pela sua visita ao meu blog. Já espreitei o seu e descobri que depois de Viena esteve em Veneza, outra cidade deslumbrante e cheia de encantos únicos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s