Pavilhão de Arte de Zagreb

O Pavilhão de Arte de Zagreb é mais um dos imponentes edifícios da cidade, e cujas fachadas também são amarelo torrado. Ele encontra-se localizado na Trg Kralja Tomislava 22 .

Fundado em 1898, o edifício corresponde à mais antiga galeria no Sudeste da Europa e o único em Zagreb que foi construído especificamente com o propósito de  acomodar exposições de grande escala.

A idéia de criar a galeria foi apresentada pela primeira vez pelo pintor croata Vlaho Bukovac, na primavera de 1895. Em Maio de 1896 decorreu uma Exposição Millennium em Budapeste, para celebrar 1.000 anos da existência do estado húngaro, e artistas do então Reino da Croácia-Eslavônia foram convidados a participar. Instado por Bukovac, artistas croatas decidiram apresentar as suas obras em um pavilhão especialmente construído em torno de um esqueleto de ferro pré-fabricado de modo a que pudesse ser facilmente enviado para Zagreb após a exposição. O Pavilhão de Budapeste foi projectado por arquitectos húngaros Flóris Korb e Giergl Kálmán e foi construído pela empresa de construção Danubius.

Após o fim da exposição, o esqueleto do edifício foi transportado para Zagreb e os arquitectos austríacos Fellner e Helmer (que estavam na altura em Zagreb, e já haviam projetado o edifício do Teatro Nacional Croata) foram contratados para desenhar uma nova versão do edifício com base no esqueleto de ferro, enquanto a empresa de construção Hönigsberg & Deutsch foi contratada para executar a construção propriamente dita. O exterior do edifício foi decorado com esculturas em estilo de arte acadêmica – a fachada oriental exibe bustos de três pintores renascentistas de ascendência croata – Giulio Clovio (Julije Klović), Andrea Schiavone (Andrija Medulić) e Vittore Carpaccio, e a fachada ocidental tem bustos de Michelangelo, Rafael e Ticiano.

A construção durou dois anos, entre 1897 e 1898, e o Pavilhão foi inaugurado oficialmente a 15 de Dezembro de 1898 com uma grande exposição que apresentou obras de artistas locais denominada de Salão Croata (Hrvatski salon). A exposição foi muito popular e atraiu cerca de 10.000 visitantes, num momento em que Zagreb tinha uma população total de 60.000.

A galeria tem uma área de exposição total de 600 m2 e não tem uma exposição permanente, sendo especializada em exposições a solo ou de grupo representando oeuvres notáveis e movimentos de arte de todos os períodos e estilos, com obras tanto de artistas croatas como estrangeiros. Ao longo de sua história, a galeria organizou exposições com cerca de 700 artistas que vão desde a colectiva do Grupo Terra (Grupa Zemlja) a  George Grosz, Henry Moore, Auguste Rodin, Andy Warhol, Mimmo Rotella e muitos outros.

Nos últimos anos, foi caracterizado por exposições retrospectivas de artistas como Milivoj Uzelac, Aillaud Gilles, Kovačević Edo, e Gerhard Richter e exposições de grupo que incluiram obras de artistas contemporâneos, como Santiago Sierra e Boris Mikhailov, bem como artistas do século XIX, tais como Karl von Piloty, Nikolaos Gyzis, Gabriel von Max e Franz Stuck.

Em 2006, o telhado de vidro do Pavilhão foi renovado e o sistema de iluminação foi substituído, e desde 2010 decorrem obras de remodelação em todas as fachadas.

A exposição que estava a decorrer aquando visitei este Pavilhão de Arte era a de Donald Baechler (em curso entre 22.03.12 e 22.04.12) e estas sao as obras que se encontravam lá.

Por trás do edifício encontra-se um jardim e na outra extremidade do mesmo é a Tomislav Trg (praça) onde se situa a estátua do Rei Tomislav feita pelo escultor Robert Frangeš Mihanović entre 1927 e 1934. A base da estátua foi feita antes da II Guerra Mundial mas a estátua foi colocada em 1947.

A estação central de caminhos de ferro é o edifício de estilo neoclássico que fica do outro lado da praça.

2 thoughts on “Pavilhão de Arte de Zagreb

  1. Cara “Turista”

    A narração bem pormenorizada dos seus “posts”, sobre Zagreb, acompanhada de fotos bem elucidativas, tenho a dizer que fiquei a conhecer esta interessante capital croata. Considero uma “addition” aos meus conhecimentos. Obrigada!

    Não deixei de concluir que se trata de uma cidade cativante, não só pelos seus magníficos monumentos, entre eles o “Teatro Nacional”, o imponente “Pavilhão” hoje referido, os seus lindos jardins, mas também, pela história de um povo que soube preservar a sua identidade.

    Não posso deixar de referir a “Praça das Flores”, com as suas barracas bem coloridas e, cuja tradição popular, esta é “invadida” no dia dos namorados, para aquisição da rosa vermelha, a fim de oferecer à sua namorada. Muito interessante!

    Parabéns!

    Beijinhos.

    • Cara Executiva!

      Efectivamente a capital da Croácia, é bastante interessante, possui locais fantásticos e edifícios cuja arquitectura é “majestosa” e admirável.

      Ainda bem que gostou destes meus artigos sobre Zagreb, e que consegui transmitir um pouco do quão interessante e surpreendente pode ser visitar esta cidade.

      Obrigada pelo seu comentário, como sempre muito amável e incentivador.

      Óptimo fim-de-semana
      Beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s