O Palácio de Karlsruhe

Karlsruhe é uma cidade no sudoeste da Alemanha, que pertence ao estado de Baden-Württemberg, localizada próxima da fronteira da Alemanha com a França.

A cidade foi fundada em 1715 assim como o Palácio de Karlsruhe, quando a Alemanha criou uma série de principados e cidades-Estado. A cidade em redor do Palácio tornou-se a sede de dois dos mais altos tribunais na Alemanha, o Tribunal Constitucional Federal da Alemanha (Bundesverfassungsgericht), cujas decisões têm força de uma lei em muitos casos, e o Tribunal Federal de Justiça da Alemanha (Bundesgerichtshof), o mais alto tribunal de recursos em matéria de direito civil e direito penal. Assim, considera-se a casa da justiça na Alemanha, um papel assumido até 1945 por Leipzig.

O tribunal veio para Karlsruhe, quando as províncias de Baden e Württemberg foram fundidas. A capital de Württemberg, Estugarda, tornou-se capital da nova província, e a Karlsruhe foi dado o supremo tribunal em compromisso.

O Palácio de Karlsruhe (Karlsruhe Schloss) é um edifício indiscutivelmente imponente e majestoso, sem dúvida a principal atracção turística da cidade,  e que sobressai juntamente com o seu jardim no centro da paisagem.

No centro da cidade encontra-se o palácio barroco, envolvido nas laterais e à retaguarda pelo seu magnifico jardim e à frente pelo pátio com fonte central. Deste complexo combinado irradiam 32 ruas. No eixo central, também chamado de “Via Triumphalis”  concentra-se a construção e a história da cidade de Karlsruhe.

Esta é a planta que encontrei num grande placar nas imediações do local.

“Em 1715 o Markgrave Karl Wilhelm de Baden-Durlach decidiu transferir a sua residência de Durlach para uma área aberta no meio de uma floresta que oferecia espaço suficiente para um palácio, jardim, e cidade. Como já referido, a construção do palácio está intimamente ligada à fundação da cidade de Karlsruhe em 1715.
O Palácio de Karlsruhe, parcialmente construído em madeira, foi concluído em 1718 sob a direcção do arquitecto Jakob Friedrich von Batzenberg. Com o início da regência de Karl Friedrich o palácio foi reconstruído em 1770 por Friedrich von Kesslau de acordo com os planos do arquiteto Balthasar Neumann. Em 1785 a torre do palácio foi encurtada e adquiriu um teto abobadado.
Em 1918, terminou o uso do Palácio de Karlsruhe como residência de família com a demissão de Friedrich II. Desde 1919 ele é usado como museu do estado federal de Baden. Após a demolição durante a Segunda Guerra Mundial, o palácio foi reconstruído.A partir de 1731-1746 no jardim do palácio foi disposto por Christian Thran no estilo barroco francês. Aqui além de inúmeros tipos raros de árvore, podem ser encontrados plásticos, monumentos e poços das diferentes épocas do barroco até a idade moderna.

No início do século XIX o jardim botânico, que até então fazia parte do jardim do palácio, foi deslocado para o oeste do palácio por planos de Friedrich Weinbrenner. Em meados deste século ocorreu uma grande transformação desta disposição. O jardim botânico contém prédios históricos projetados por Heinrich Hübsch que contêem parcialmente  ferro de construção imponente, assim como o moderno edifício do Tribunal Constitucional Federal.” (texto retirado e traduzido daqui)

Actualmente o palácio alberga o Museu do Estado de Baden  e uma parte do Tribunal Constitucional da Alemanha.

5 thoughts on “O Palácio de Karlsruhe

    • Olá Bruna!
      Sim, efectivamente o Palácio de Karlsruhe é muito bonito e possui uma localização fantástica na cidade, com os seus pátios e jardins.
      Não conheço muitos países, mas não me canso de admirar a imensidade de castelos e palácios que a Alemanha possui, muitos dos quais se mantém muito bem conservados e possuem uma arquitectura deslumbrante.
      Presumo que o mesmo se passa com os países que compõem o Reino Unido e que tão bem conhece.
      Um óptimo fim-de-semana para si e sua família

  1. Menina,
    Em termos de Alemanha e arredores, esse é o melhor blog que conheço. Você mostra tantas cidades interessantes. Conheço relativamente pouco a Alemanha. Estive apenas duas vezes no país e quando voltar certamente farei todas minhas consultas por aqui.
    Fico impressionada com sua narrativa e com a riqueza de detalhes com que descreve, especialmente, os palácios e museus.
    Obrigada por compartilhar conosco.
    Um beijo e tenha um ótimo Dia das Mães!!!

    • Claudia,

      fiquei mesmo muito contente com o seu comentário tão positivo e motivador. Ainda mais vindo de si que escreve um blog que eu admiro tanto.
      Alemanha possui mesmo muitos locais deveras interessantes, que é um privilégio conhecer alguns e poder falar sobre os mesmos.
      Por aqui o dia da mãe também foi ontem, mas eu continuo a festejar alguns dias como se estivesse em Portugal, e lá o dia da mãe é sempre no primeiro domingo de Maio.
      Espero que tenha festejado ontem um óptimo dia das mães.
      Beijinho

  2. Pingback: A chegada ao Luxemburgo… | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s