Loreley

No Reno há um local que quase dispensa apresentações, o Loreley, um bloco de rocha imponente na margem oriental do Reno em St. Goarshausen. Sobressai a cerca de 120 metros acima do nível de água.  É aqui que fica a parte mais estreita do rio Reno entre a Suíça e o Mar do Norte, no caminho do seu forte curso torrencial. Dada a corrente muito forte e as rochas abaixo da linha de água é um local que propicia muitos acidentes de barco.

A imagem seguinte é parte de um postal que adquiri lá.

No seu topo, apreciar a indescritível paisagem panorâmica, na qual o Rio Reno é o actor principal, torna-se algo absolutamente obrigatório e imprescindível para quem visita esta região.

A sinalização de transito é óptima, como aliás é habito na Alemanha, pelo que estando nas imediações, e seguindo as setas sinalizadoras, não é nada difícil chegar ao topo da rocha sem se perderem.

O Centro de visitantes do Loreley encontra-se no topo, e possui um parque de estacionamento bastante perto da área de observação. Mas se ainda assim não quiser andar um pouco até ao destino, existe um hotel 2 estrelas e restaurante mesmo na área de observação, com um pequeno parque de estacionamento.

Inversamente se gosta de caminhar pela montanha, pode efectuar o percurso desde a base da rocha junto ao rio, até ao topo, por entre a vegetação montanhosa e um considerável número de degraus.

O Rheinsteig possui um extenso mapa e várias propostas de trilhos para caminhantes na região entre Bona, Koblenz e Mainz, presumivelmente com vários graus de dificuldade e extensão. Ou seja, em vez de um passeio de barco, ou de automóvel, a proposta neste caso, é a de caminhar de mochila às costas e calçado confortável, pela margem direita do rio à descoberta de muito do que esta região tem para oferecer.

Mapa da região com percurso para caminhantes

Eu optei por deixar o automóvel estacionado junto ao centro de visitantes do Loreley. O centro possui uma loja com artigos turísticos e regionais (vinhos, licores, mel, compotas, ceramica…) imensa documentação e prospectos turísticos da região, um funcionário muito solicito e simpático para esclarecer quaisquer duvidas e facultar informações sobre o local, um espaço de exposição e visualização de um filme sobre a região, e um bistrô.

Contiguo ao centro fica o Loreley Freilichtbühne, um espaço de espectáculos e concertos ao ar livre.

E este é um pouco do que se pode encontrar no caminho até topo do Loreley, nos locais de observação.

É mesmo de tirar o fôlego a paisagem fantástica que se possui do cimo do Loreley.

A paisagem avistada, voltada para Norte permite apreciar, além as curvas do leito do Reno, o Castelo Katz (actualmente propriedade privada e alberga um hotel), e o estreito pontão que se estende pelo rio onde, na extremidade, se encontra a estátua da Ninfa da agua Loreley.

A paisagem avistada do local de observação voltado para sul.

Depois de me deslumbrar com a paisagem, encontrei na área exterior do hotel ** no Loreley, uma estátua da ninfa Loreley.

Mas a escultura mais celebre e turística da Loreley, como referi acima pela sua localização, só depois de descer a montanha é que a encontrei.

Pelo menos parcialmente, foi o famoso poema de Heinrich Heine “Die Lorelei“, de 1822, que reforçou e tornou a lenda da Loreley famosa.

Eu admito que não achei a escultura muito interessante, para justificar percorrer o extenso pontão para a ver de perto.

A lenda diz que no penhasco vive uma bela jovem com cabelos longos loiros e que quando os penteia gosta de cantar. A sua voz melodiosa hipnotiza os capitães das embarcações que navegam pelo rio Reno. Como resultado os barcos, descontrolados, acabam batendo na encosta e afundam-se.

O poema “a Loreley”, traduzido por mim (pelo que não rima):

Eu não posso determinar o significado
Da tristeza que enche meu peito:
A fábula do velho, através dela dilui-se,
Não permite que minha mente descanse.
O ar está fresco no crepúsculo
E suavemente flui o Reno.
A crista da montanha está brilhando
Em raios de sol de desvanecimento.

A mais bela donzela está sentada
Lá em cima, tão belamente justa;
A sua jóia de ouro é brilhante;
Ela penteia o cabelo dourado.
Ela penteia com um pente dourado,
E canta uma canção, para passar o tempo.
Tem a mais maravilhosa, atraente
Poderosa e melódica rima.

O barqueiro a bordo de seu barco pequeno,
Extasiado com uma aflição selvagem,
Não tem olhos para o penhasco recortado,
Ele só olha para as alturas
Eu penso que as ondas vão devorar
Tanto o barco como homem, pouco a pouco,
E que isso, com o seu poder de voz doce
Foi feito pela Loreley.

4 thoughts on “Loreley

    • Sem dúvida alguma, o passeio é lindíssimo e de barco pode ser uma experiência muito interessante.
      Há um outro percurso que talvez possamos fazer juntas de barco e que também é deslumbrante, aquele que é feito pelo rio Douro do Porto até ao Pinhão, o que achas?

      Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s