Em busca do Pai Reno e da Mãe Mosela

Um dos símbolos turísticos de Koblenz, que inclusivamente aparece como logótipo no site turístico da cidade é uma estátua do “Pai Reno e a Mãe Mosela”.

Não é surpreendente que tenha procurado ver “in loco” essa estátua emblemática.

No mapa, já diversas vezes utilizado, o “Pai Reno e a Mãe Mosela” são identificados pelo numero (13).

Passear pelo promenade em Koblenz junto ao rio Reno, é encantador. A paisagem é fantástica, e podem-se apreciar  alguns dos edifícios mais relevantes na cidade. Em simultâneo, o percurso permite, com um pequeno desvio final, encontrar o que eu procurava.

Na outra margem do rio destaca-se imponente e sobranceira a Fortaleza Ehrenbreitstein.

Nesta margem (a ocidental) a Pegelhaus (2) não passa despercebida, tal como já tinha acontecido quando primeiro a vislumbrei da fortaleza.

Durante as medidas para a fortificação da cidade de Koblenz durante o eleitorado de Lothar de Metternich no início do século XVII, foi erguido no Reno um guindaste de carga e descarga para os navios, que é hoje casado manómetro de água. Segundo os planos do construtor John Julich Pasqualini foi construído entre 1609 e 1611 um edifício simples octagonal com um pedestal de perfil.

Com a expansão do cais do Mosela esta casa do guindaste gradualmente perdeu importância,

Actualmente esta casa octagonal é um restaurante cuja explanada se estende no promenade.

Os cais dos barcos turísticos são encontrados nas imediações assim como dos ferries para Ehrenbreitstein.

E por falar em cais dos barcos turísticos, é justamente ao longo desta margem do Rio que se encontram as diversas companhias que podem escolher para fazer um passeio de Barco, mais ou menos longo pelo Reno e/ou Mosela.

Eis um placar que se encontra nas imediações, e que elucida os nomes das companhias fluviais que fazem serviços turísticos.

Estes são respectivamente os sites das companhias. Caso tenham interesse ou curiosidade, podem descobrir o tipo de serviços que prestam e eventualmente o preço dos mesmos.

Em frente à Pegelhaus, ou atrás (depende da perspectiva), encontra-se um edifício bastante imponente, que já tinha despertado bastante a minha atenção e interesse quando o vislumbrei da fortaleza.

Trata-se do Antigo Edifício do Governo Prussiano em Koblenz (4), sendo a sede do governo da Prússia para o distrito administrativo de Koblenz, na província do Reno, e dos serviços principais das receitas. O edifício principal actualmente, alberga o Ministério Federal da Defesa. A antiga residência oficial do governador alberga o Tribunal Superior Regional de Koblenz (39).

Desde 2002, o prédio do ex-governo prussiano integra o Património Mundial da UNESCO do Vale do Reno, e, além disso, é um bem cultural protegido pela Convenção de Haia.

Continuando pelo promenade, um pouco mais à frente, ergue-se a escultura Afecto de Lucien Wercollier (5).

Pouco mais à frente, vê-se o Memorial de Joseph Görres (6), inaugurado em 1928 nos jardins públicos do Reno, sensivelmente em frente à propriedade do Palácio Eleitoral.

Joseph Görres nasceu em Koblenz em 1776 e é um dos filhos mais famosos da cidade. Ele foi um dos mais importantes historiadores e editores de seu tempo. Em 1814 ele estabeleceu o jornal Rheinische Merkur em Koblenz. A sua atitude crítica em relação a Prússia e ao Império, reivindicando uma maior liberdade de imprensa, uma constituição e os direitos dos cidadãos, significou que o jornal tivesse uma curta duração. Foi só muito mais tarde no ano de 1948, que o Merkur Rheinische foi relançado como um jornal semanal.

Uma das entradas para os jardins do Palácio Eleitoral (12), encontra-se logo a seguir a este memorial, e foi por ela que entrei na propriedade.

Finalmente, foi nestes jardim do palácio mesmo em frente à entrada principal do edifício, e junto ao muro que cerca a propriedade, que terminou a minha busca pelo Pai Reno e a Mãe Mosela (13).

A representação alegórica em mármore foi criada em 1854 pelo artista de Koblenz John Hartung segundo ordens da falecida Imperatriz Augusta para o jardim do palácio.

Como modelo foi usado o motivo que enfeitou a primeira página do jornal de política “Rheinischer Merkur”, de 5 Fevereiro de 1814. As duas figuras foram inspiradas nos antigos  símbolos dos rios Reno e Mosela.

Depois de apreciar a escultura, o jardim e o palácio, entrei no edifício e percorri um corredor. Pude assim chegar ao outro lado do palácio, para vislumbrar as suas fachadas e jardins, agora, voltados para dentro e para a cidade.“O Eleitor Clemens Venceslau foi o primeiro eleitor que deixou a cidade residencial de Ehrenbreitstein e mudou-se para o outro lado do Reno. Entre 1777 e 1786 ele ordenou a construção do “Kurfürstliches Schloss” (Palácio Eleitoral) no estilo do neoclassicismo francês. Após a Revolução Francesa, em 1792, o eleitor teve que fugir das tropas francesas, e alguns anos depois que ele deixou para sempre Koblenz.

Nos anos de 1850 até 1857 o cargo foi ocupado pelo governador militar prussiano principe Wilhelm – mais tarde conhecido como o Imperador Wilhelm I, cuja memorial se encontra no Deutsches Eck. Ele residiu no Palácio Eleitoral com a sua esposa Augusta.

A Imperatriz Augusta atribuiu ao arquitecto paisagista Peter Joseph Lenne a concepção da paisagem da margem esquerda do Reno – o que hoje constitui os maravilhosos jardins de Imperatriz Augusta (Kaiserin-Augusta-Anlagen). Em 1944, o Palácio Eleitoral foi quase completamente destruído, excepto as paredes exteriores, mas nos anos 1950-51 foi reconstruído na sua forma original”. (tradução do texto retirado daqui)

5 thoughts on “Em busca do Pai Reno e da Mãe Mosela

  1. Pingback: Cuidado com o menino cuspidor!!! | Turista Ocasional

  2. Você me surpreende com tantas cidades e lugares interessantes. A Alemanha cada vez me parece maior!!! Começo a achar que menos de um mês é impossível para tantas coisas interessantes.
    Já estive três vezes no país e sinto que não conheço quase nada😦
    Um beijo
    Claudia

    • A Alemanha é mesmo um grande país na Europa, mas quando comparado com o Brasil, a sua área não tem qualquer comparação em termos de dimensão.
      Alem de extenso, o país é mesmo muito rico e diversificado em termos de oferta e especificidades turísticas.
      Como se costuma dizer, quanto mais se sabe mais se tem a noção que não se sabe nada. Por analogia, quanto mais se visita um país mais se tem a noção do quanto falta visitar e conhecer. Neste caso, mais vontade tenho de querer conhecer mais e melhor a Alemanha.
      Beijinhos

  3. Cara “Turista”

    Parabéns pelos excelentes artigos, acompanhados de fotos bem elucidativas, que me dá a conhecer diariamente.

    Embora, nos últimos tempos, não tenha feito qualquer comentário, não traduz que não os leia.

    A “Turista” dá-me a conhecer, mais e mais, um grande país, caraterizado por uma grande riqueza arquitetónica, natural e cultural.

    Apesar de uma história, por vezes conturbada, típica de luta pelo poder em países ricos, em que muitos querem deter essa riqueza e poderio económico, demonstra uma enorme vontade e capacidade para recuperar o que as guerras dos homens e as catástrofes naturais destruíram.

    Alemanha era um país que não me seduzia. Após acompanhamento dos artigos da “Turista”, fiquei apaixonada por este grandioso país.

    Creia, que já visitei algumas cidades movida pela descrição dos seus artigos. Quando as conheci, foi como se já lá tivesse estado. Tal se deve à minuciosa descrição, como sempre o faz. A última, num passado, bem recente. Adorei!

    Este artigo da “Turista”, é exemplo do que acabei de referir. Impõe-se pela sua beleza, imponentes edifícios, maravilhosos jardins, autênticos “pictures”.

    Considero os artigos da “Turista” muito enriquecedores. Obrigada!

    Beijinho.

    • Cara Executiva,
      admito que já tinha sentido a sua ausência. Fico contente em saber que apesar de não comentar, continua a ler e a apreciar os artigos que escrevo, e que por esse motivo, fica cada vez mais seduzida por este país que é a Alemanha.

      Espero que continue a ler os meus artigos e sempre que possível a tecer comentários aos mesmos.
      Beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s