A Basílica de Birnau e o fim das férias…

Depois de Friburgo, de deixar a Suiça, e já em território alemão na estrada perto da margem norte do Bodensee, a Basílica de Birnau evidencia-se à distancia e convida a uma visita.

Mesmo a  noroeste de Unteruhldingen, a Basílica de Birnau está situada entre vinhas com vista para o lago. A igreja foi construída no estilo rococó, pelo mestre arquiteto Peter Thumb entre 1746 e 1750. O seu exterior é constituído por gesso rosa-e-branco e uma torre de relógio por cima da entrada principal.

Esta é a planta da Basílica.

Legenda:

a. Abside
b. Coro
c. Nave
d. Instalações residenciais e comerciais do Mosteiro
e. Hall de entrada e fundação da torre
1. Altar-Mor
2. Altar  de São João Baptista
3. Altar do Evangelista João
4. Altar de São Bento de Nursia
5. Altar des São Bernardo de Claraval O.Cist
6. Altar de São José
7. Altar de Santo Erasmo de Formia

O interior é extremamente rico, cheio de movimento, luz e cor. É difícil destacar algo em particular porque tudo se coaduna de forma harmoniosa, o que encanta e deslumbra desde o primeiro instante.

Depois deste agradável desvio para visitar uma basílica incrível, só foi feito mais um desvio no caminho de regresso a casa.

Um desvio, para cumprir uma promessa ao meu três palmos, a de lhe comprar mais um jogo de tabuleiro. Para isso, nada melhor do que tentar chegar ao parque de diversões da Ravensburger (uma das maiores companhias alemãs de jogos de tabuleiro, puzzles, e de outros artigos didácticos) – o Ravensburger Spieleland antes deste fechar (o que aconteceria às 19:00)

Apenas a poucos minutos da hora limite de fecho do parque de diversões, e já com o acesso sem qualquer controlo, não foi difícil encontrar a loja perto da entrada e assim cumprir a promessa feita.

O resultado foi a aquisição de dois jogos, o Labirinto do Sponge Bob, e o Wer War’s? (Quem foi?), um jogo com uma componente electrónica.

Também foi feita uma nova promessa, a de regressar para passar o dia no parque de diversões, num futuro próximo.

Anúncios

6 thoughts on “A Basílica de Birnau e o fim das férias…

  1. Cara “Turista”

    Apreciei muito a abertura do artigo da “Turista”!

    A localização da Basílica de Birnau é excelente.

    Conforme me parece, pela foto, a Basílica de Birnau, talvez, domine a região, dado se situar num local mais elevado. Rodeada pelas vinhas que, em termos comparativos, mais baixas, contrastando o rosa entre o verde e a seus pés o lago, se deslumbrará de uma paisagem fantástica.

    O exterior da Basílica é muito interessante, com a exuberante cor rosa.

    O seu interior, surpreende pela sua enorme riqueza, aspecto fascinante e majestosa.

    Adorei!

    Permita-me que lhe diga : no fim de uma viagem intensa de visitas, acompanhada pelo seu 3 palmos, este merecia um miminho!

    Obrigada por me dar a conhecer mais uma maravilha.

    Beijinho.

    • Boa tarde Cara Executiva!

      A paisagem no Bodensee é deslumbrante sem dúvida, e ao longo da costa quer seja a alemã, a austríaca, a suíça, ou a do Liechenstein, possui muitas cidades e recantos encantadores. A basílica de Birnau entre as vinhas é um dos locais na margem alemã, que convida mesmo a uma paragem e que não é indiferente a quem passa por perto.

      O exterior da basílica é interessante, mas eu sou um pouco suspeita, ao sobressair neste o rosa, a minha cor preferida, mas é essencialmente o interior o que mais me deslumbrou.

      Ao meu três palmos não lhe faltam miminhos, carinho e atenção, talvez se tivesse um pouco menos valorizasse mais os que tem. Mas admito que me dá sempre imenso prazer ver a sua alegria e ele ficou bastante contente com os seus dois jogos. O Labirinto eu acho bastante engraçado e simples, e jogo diversas vezes com ele.

      Beijinhos

  2. Querida Turista:
    Pois é mesmo verdade que a Basílica tem a sua cor preferida, o rosa! É muito bonita e pareceu-me ter umas pinturas murais de excelência.
    O seu três palmos merecia o joguinho, afinal ele aguenta muitos Km, pode ser cansativo para o pequenote.
    Um beijinho.

    • Boa noite!
      A Basílica é mesmo muito bonita.
      O meu três palmos, realmente é um querido muito compreensivo, que realiza viagens de longa duração, sem se queixar muito, causar transtornos e procurando manter-se entretido e distraído. Talvez tal seja consequência de já estar habituado a fazer longas viagens de automóvel comigo desde que tinha cerca de 3 meses de idade.
      Os jogos da Ravensburger tem sempre uma componente didáctica e de aprendizagem e eu admito que promovo o seu interesse por esse tipo de jogos. Mas reconheço também a necessidade de por vezes fazer algumas restrições, pois faz parte da sua aprendizagem tomar consciência que não se pode ter sempre tudo o que se quer. Neste dia, como disse no artigo, comprei-lhe 2 Jogos porque os achei interessantes. Mas ele estava na disposição de escolher e trazer só um, o que eu acho muito louvável. Se soubesse a quantidade de jogos novos que ele obteve durante este verão, foi incrível!!!

      Beijinhos

  3. Pingback: Ravensburger Spieleland – o Parque de diversões da Ravensburger | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s