Filarmónica de Berlim… em casa e em qualquer lugar

A Filarmónica de Berlim (Berliner Philharmoniker), como o próprio nome sugere, é uma orquestra baseada em Berlim, na Alemanha.

Em 2006, foi considerada por um grupo de 10 companhias de média europeias em terceiro lugar na lista das “dez melhores orquestras europeias“, após a Filarmónica de Viena e do Royal Concertgebouw Orchestra, enquanto que em 2008 foi eleita a segunda melhor orquestra do mundo numa pesquisa entre os principais críticos de música internacional organizada pela revista britânica Gramophone, edição de Dezembro de 2008 (atrás do Concertgebouw).

O seu local de concertos principal é a Philharmonie, localizada na área Kulturforum da cidade.

Desde 2002, o seu maestro principal é Sir Simon Rattle. A Orquestra Filarmónica de Berlim também suporta vários grupos de música de câmara. O financiamento para a organização é subsidiado pela cidade de Berlim e tem uma parceria com o Deutsche Bank.

Mas este artigo não é a sobre a “casa” da Filarmónica em Berlim, mas sobre a capacidade da filarmónica entrar em casa de qualquer pessoa no mundo, literalmente e transmitir em directo os seus concertos.

Posso referir desde já que não se trata de um artigo dedicado aos “puristas”, que acham que para assistir a um concerto, uma ópera, uma peça de teatro ou a um bailado, tal só faz sentido in loco, sentado na sala de espectáculos onde os mesmos decorrem.

Admito que também sou um pouco céptica, pois “não é a mesma coisa, não se sente nem se vibra com tanta emoção”, mas tal não é motivo para não dar o benefício da dúvida, certo?

A Filarmónica de Berlim, possui o  Digital Concert Hall, um serviço que permite o broadcast pela internet, em directo, de cerca de 30 concertos por temporada, que decorrem na Philharmonie, em alta definição. A página inicial do site ajuda a clarificar melhor em que consiste tal oferta.

Existem várias opções de bilhetes, que permitem assistir aos espectáculos em directo. Pode-se adquirir um “bilhete” para assistir a um concerto em concreto, ou os equivalentes a “bilhetes” anuais ou por um período de tempo.

Para experimentar o serviço, a opção escolhida foi o “bilhete” por 48h. O mesmo permite assistir a um concerto em directo durante as 48h seguintes ao da subscrição e aquisição, e a quaisquer outros conteúdos como concertos gravados e em arquivo bem como a entrevistas, durante esse mesmo período de tempo.

Como se pode ver na parte inferior da imagem anterior, são aceites vários meios de pagamento, de uso generalizado internacionalmente, e existe inclusivamente a possibilidade de desconto de estudante (em caso de envio prévio do comprovativo desse estatuto).

Alem dos concertos em directo, como já referi anteriormente, a oferta é vasta e contempla concertos gravados, entrevistas, filmes e educação.

Caso tenham ficado curiosos acerca do processo de produção dos concertos virtuais, este é o local podem esclarecer algumas das vossas dúvidas.

Na era digital em que se vive actualmente, não é apenas através do computador que se pode assistir em directo a tais concertos, mas, muito mais conveniente e confortável, através das televisões de nova geração, que são designadas de “smart TV” (permitem por exemplo ver video on-demand e receber streaming da Internet) .

Por certo cada marca de televisão tem os seus aplicativos, pelo que o que encontram na vossa televisão pode ser ligeiramente diferente, mas o processo deve ser similar. Este é o ecrã da televisão na altura da aquisição do bilhete e de subscrição do serviço.

Depois do processo de conexão concluído, e de feito o login, abriu-se a “porta” para uma imensidade concertos e entrevistas, até à hora marcada começar o concerto ao vivo (o que no caso concreto do passado sábado, foi às 19h, hora local em Berlim).

Era chegada a altura de aproveitar para me sentar confortável e desfrutar de umas horas de magnifica musica eximiamente executada, e mantendo sempre uma qualidade de transmissão admirável.

Admito que como tinha outros compromissos durante a tarde, tive que sair, e esperar regressar a casa antes das 19h. Quem aproveitou melhor as horas pré-concerto foi o meu acompanhante adulto. Quando regressei a casa ele estava muito entusiasmado, bem impressionado e maravilhado, com tudo o que já tinha assistido.

Entre os concertos disponíveis em arquivo, um chamou-me particular atenção dado o meu patriotismo e alma portuguesa, um com a Maria João Pires ao Piano.

O concerto com transmissão ao vivo, no dia 15 de Setembro foi o George Gershwin, Porgy and Bess Concert Performance.

A transmissão e o concerto começaram no horário previsto e em HD como expectável. Uma imagem e sons exímios e uma qualidade de execução fantástica deixaram-me presa à televisão tanto quanto possível.

O concerto em directo, desde os primeiros acordes (não resisti a no inicio fotografar um pouco do concerto, algo talvez absurdo, porque afinal estava a fotografar a televisão, mas estava tanto a viver o momento que também o quis captar, algo que por certo seria proibido caso estivesse na sala do concerto em Berlim)…

Como se tratava de uma opera em inglês, durante a transmissão colocaram as legendas em rodapé, em alemão, o que não incomodou muito.

O momento em que os protagonistas entraram em palco, foi quando o desenvolvimento da história atingiu outras proporções mais intensas, fiquei impressionada, pois as suas vozes são realmente de reverenciar assim como as suas interpretações muito expressivas e emotivas.

Houve uma pausa no concerto, e durante a mesma foi transmitida uma entrevista feita a Sir Simon Rattle (o maestro) e a Sir Willard White (o baixo-barítono, Porgy).

O concerto acabou às 22:45 (hora local em Berlim) mas com aplausos e o deixar e retornar ao palco diversas vezes, a transmissão em directo só acabou às 22:55.

Em casa e com o meu três palmos já a dormir, não fez muito sentido para mim aplaudir, e por isso não o fiz, embora o tivesse feito sem qualquer dúvida caso estivesse na sala da Philarmonie…

Foi uma experiência nova muito interessante, apesar de continuar a afirmar que não é o mesmo que estar na sala ao vivo, pois falta toda a envolvência que contribui imenso para se sentir plenamente o desempenho. Reconheço no entanto, que é uma óptima aproximação possível a essa vivência, e uma forma de assistir a óptimos concertos, ainda mais quando a distancia física ao local é uma realidade intransponível.

O próximo concerto, para quem possa estar interessado em experimentar, é já no próximo domingo, dia 23 de Setembro às 20h (hora local em Berlim).

11 thoughts on “Filarmónica de Berlim… em casa e em qualquer lugar

    • Olá Angela!

      Como referi eu também estava céptica a assistir algo que não fosse ao vivo na própria sala de espectáculos, neste caso na Philarmonie. Mas fiquei muito bem impressionada com a qualidade da transmissão. Perante a impossibilidade de assistir ao vivo dada a distancia geográfica, esta é uma forma de preencher essa lacuna, sem prescindir de uma enorme qualidade.

      Beijinhos e óptimo fim-de-semana

  1. Belo post este, querida Turista!
    A Gulbenkian nesta temporada que agora começou, 2012/2013, inclui a transmissão no auditório deles, de alguns concertos em directo. Para além disso vão ter uma apresentação ao vivo da Filarmónica, com o Sir Simon Rattle ali mesmo! São as comomerações dos 50 anos da Fundação Gulbenkian.
    Quanto à nossa M. João Pires, aproveito para lhe dizer que saíu agora um disco dela com o Maestro Claudio Abbado, com 2 belas sinfonias de Mozart. Já o tenho e comprovo que é uma interpretação excelente. A ópera de Porgy and Bess é linda, tenho-a em dvd e adoro a música. Fez muito bem em fotografar, consegue assim “empolgar” mais quem lê esta reportagem tão completa sobre uma das mais importantes orquestras do mundo. O edíficio, já agora, é muito bonito e fica numa zona de Berlim com muito verde, gostei muito de visitar, mas sem termos conseguido bilhetes (esgotadíssimos).
    Beijinhos e bom fim de semana.

    • Bom dia!
      Muito obrigada. Quando estava a preparar este artigo pensei em si e na sua família, porque sei o quanto apreciam concertos de excepcional qualidade.
      Muito obrigada pelas suas informações/dicas acerca da Gulbenkian, que eu desconhecia de todo e que podem ser igualmente muito úteis para quem vive em Portugal.

      O edifício é realmente muito interessante, e com a sua cor amarela destaca-se mesmo à distancia. A primeira vez que o vi ao vivo foi do terraço junto à cúpula do Bundestag em Berlim.
      A sala de concertos a muitos níveis me fez lembrar pelas suas semelhanças, a da Filarmónica de Munique no Gasteig (cujo edifício em contrapartida é bordeaux).

      Quanto à questão dos bilhetes, eu acho que isso é mesmo uma questão cultural alemã, pois em geral quando se quer assistir a um concerto, opera, peça de teatro ou bailado, em especial em salas de espectáculo conceituadas, tem que se adquirir os bilhetes com muita antecedência, ou corre-se o risco de esgotar ou de persistirem apenas lugares indesejáveis. Os programas das temporadas ficam disponíveis com muita antecedência, e em consonância a possibilidade de pré-compra dos bilhetes.

      (Um aparte/desabafo: eu procurei descobrir no site do Rivoli no Porto, a programação para Dezembro, para saber se tal como no ano transacto iria haver um musical para crianças, mas a programação disponível, a que tive acesso pelo menos, limitava-se até ao fim de Setembro. Tal já não aconteceu em relação à Casa da Musica no Porto, cuja programação já está disponível)

      Beijinhos e um óptimo fim-de-semana para si e sua família

    • Depois da sua dica, fui espreitar a bilheteira do site da Gulbenkian e o concerto da Berliner Philarmoniker, com Sir Simon Rattle, no dia 23 de Novembro, já está esgotado (assim como também o está o da Royal Concertgebouw Orchestra a 4 de Fevereiro).

      As transmissões Live em HD da Metropolitan Opera, que em Portugal decorrem na Gulbenkian, em Munique decorrem em duas salas de cinema (no Mathaeser que é onde costumo ir com o meu tres palmos ao cinema, e no Cinema, onde passam muitos dos filmes em versao original, o que cá não é muito frequente)

      Beijinhos

  2. Cara “Turista”

    O artigo de hoje, aborda uma das mais reputadas “Orquestras Internacionais”.

    Conheci bem de perto este atraente edifício. A guia deu a conhecer informações sobre os grandiosos concertos ali realizados, bem como é um instituição de ensino disputada por jovens músicos de todo o mundo.

    A narração da “Turista”, passo a passo, é muito informativa e útil. Está excelente!

    Graças à Filarmónica de Berlim possuir o “Digital Concert Hall”, permite a qualquer cidadão do mundo, assistir ao broadcast via internet e, em direto, aos mais diversos concertos, que ali se realizam.

    Faz bem à nossa alma Portuguesa, saber que a nossa pianista, “Maria João Pires”, efectuou ali um concerto, tal como, a “Turista”, referiu.

    Adoro concertos!

    Cumpre-me agradecer a valiosa informação, que me deu a conhecer. Espero, em breve, colocar em prática.

    Parabéns!

    Um ótimo fim de semana.

    Beijinho.

    • Cara Executiva!

      O edifício da Philarmonie realmente é bastante atraente, como referiu.

      É sempre muito agradável quando se recebe um feed-back positivo acerca do que escrevemos, e que consideram útil o seu conteúdo.

      Espero que sim, que em breve, experimente o “Digital Concert Hall”, e caso lhe seja possível, depois deixe por aqui o seu testemunho da impressão com que ficou dessa experiência.

      Um óptimo fim-de-semana para si e sua família

      Beijinho

  3. Uau! Seus posts estão fantásticos.
    Hoje em dia basta um computador e um pouco de tempo para termos o mundo aos nossos pés, ou melhor, aos nossos olhos e ouvidos. hehehe. Muito bom ter essas indicações. Assim fica mais fácil apreciar a boa música. No início desse ano estive em Salzburg e fiquei muito tentada a voltar na época do festival. Música boa faz bem para a alma!!
    Um beijo e obrigada pela dica maravilhosa.

  4. Recebi o convite para assistir ao vivo o concerto, mas, não consegui na televisão e nem no computador, o que me deixou frustrada.Se alguém puder me dar uma ajuda, agradeço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s