Em Murnau a Münter Haus

Depois de deixar as margens do Kochelsee, ainda houve tempo, para visitar um pouco de Murnau, uma cidade no distrito de Garmisch-Partenkirchen, também na região da Alta-Baviera, e situada na borda dos Alpes Bávaros, aproximadamente a 70 km a sul de Munique. Directamente a oeste desta encontra-se lago Staffelsee.

No centro de Murnau não visitei muitos locais mas o primeiro foi a Münter Haus (Casa de Münter) (8).

Nesta casa, também conhecida como o “Russenhaus” (casa Russa), Gabriele Münter (1877 – 1962) e Wassily Kandinsky (1866 – 1944) viveram nos meses de verão entre 1909 e 1914.


Aqui, desenvolveram-se obras e ideias, que se tornaram famosas como a arte do “Blauer Reiter” (“O cavaleiro azul”). Com a sua escadaria e mobiliário pintado por Wassily Kandinsky a Münter-Haus, também testemunha a influência significativa que a arte popular da Baviera tinha sobre o desenvolvimento artístico de seus habitantes.
Gabriele Münter viveu com Wassily Kandinsky até 1914, e mais tarde com seu parceiro Johannes Eichner (1886 – 1958), historiador de arte, na casa até à sua morte em 1962. Uma parte importante das primeiras obras de Kandinsky sobreviveu aos eventos do regime de Hitler e à Segunda Guerra Mundial no porão da casa, e é hoje a mais importante colecção da Galeria de Estado na Lenbachhaus em Munique.
Após uma extensa renovação em 1998/99, a Münter-Haus está agora aberta ao público. Foi o expresso desejo da Gabriela Münter, que queria que sua casa se ​​tornasse um lugar de memória da sua arte e da de Kandinsky.

Gabriele Münter que, pela sua pintura, ocupa uma posição de destaque na arte do século XX, contribuíu valiosamente para a história da arte pela sua doação única de obras do “Cavaleiro Azul” para a Galeria do Estado no Lenbachhaus em Munique (como já referido).
A Münter-Haus é um memorial para ela e Kandinsky, já que aqui eles embarcaram em novos caminhos e de longo alcance nas artes.

Depois da visita a esta casa, a visita em Murnau continuou em direcção à Rathaus (1), a Câmara Municipal da cidade.

O actual edifício da Câmara Municipal, em estilo neogótico, data de 1842. No início do século XX o edifício da Câmara foi enriquecido com os frescos do imperador Ludwig da Baviera e de Nossa Senhora das Dores.

Já no século XIV serviu como um entreposto de grupos de pessoas na principal rota de e para Itália.

Até o final do século XIX, parte do edifício serviu como Schranne, ou seja, mercado de grãos, e como uma casa de pão onde os padeiros vendiam o seu pão. De 1879 a 1895, abrigou também a estação de correios.

As grandes portas duplas são uma reminiscência dos tempos em que o corpo de bombeiros tiveram o seu domicílio no edifício. O dragão é uma reminiscência do animal heráldico do mercado.

Ainda procurei visitar o Schlossmuseum (12), mas já só vi o seu exterior pois estava fechado na altura que o pretendia fazer. Neste Palácio Museu é apresentada a história internacionalmente significativa da arte e da literatura ligada a Murnau no primeiro terço do século XX.

O ultimo local que visitei, no centro da cidade, foi a Igreja de S Nicolau (9). A igreja foi construída no início do século XVIII,  após a Guerra da Sucessão Espanhola no estilo barroco tardio, no local da igreja gótica anterior que era muito pequena e ficou em ruínas. A inauguração foi em 1734, e o arquitecto foi, provavelmente o da corte de Munique, Enrico Zucalli. O interior (altares, estátuas) ficaram concluídas no século XVIII enquanto as pinturas do tecto do meio até fins do século XIX. O patrono da igreja encontra-se no retábulo do altar-mor. Desde 1756 a igreja de São Nicolau, é uma igreja de peregrinação a Nossa Senhora das Dores, a imagem milagrosa (figura vestida com sete espadas) que está localizada no altar-mor. A igreja possui uma arquitectura muito harmoniosa e trabalhada.

8 thoughts on “Em Murnau a Münter Haus

  1. Querida Turista:
    Já não é a 1ª vez que encontro aqui no seu blog curiosas coincidências ! Não é que, na aula de História de Arte ontem, se falou justamente do grupo “O cavaleiro azul” isto porque estivemos a dar Robert e Sónia Delaunay, pintores franceses do inicio do séc. XX que vieram viver alguns anos em Portugal, fugindo da 1ª guerra mundial. Eram muito amigos de Amadeu Sousa Cardoso e têm muitos quadros inspirados em cenas da vida portuguesa, nomeadamente nas nossas feiras populares. Ficaram deslumbrados, por exemplo, com a nossa feira de Barcelos. Viveram aqui bem perto, em Vila do Conde.
    Deve ser muito interessante uma visita a esse museu.
    Bom fim de semana e um beijinho.

    • Boa Noite!

      Realmente uma coincidência curiosa. Não sabia que continuava a ter aulas de História de Arte. Muito interessante o que deu aqui a conhecer e que desconhecia de todo. Portugal tem, e sempre teve muitos encantos e motivos para ser retratado.
      Beijinhos e óptimo fim-de-semana.

  2. Cara “Turista”

    Murnau parece ser uma cidade recatada e calma e, conforme referiu, perto dos Alpes Bávaros. Certamente um ambiente calmo, longe da agitação das grandes cidades, foi propício para que Gabriele Munter e Wassily Kandinsky se dedicassem à pintura.

    Mas, simultaneamente, a relativa proximidade a Munique, centro da formação do Grupo “der Blaue Reiter”, pode ser vista como uma outra vantagem desta cidade para os anteriores moradores da Munter Haus.

    A Rathaus é interessante, mas não se compara à riqueza de outras, que a Turista já nos apresentou.

    Lamento a Turista não ter podido visitar o “Schlossmuseum” pois, certamente, complementaria a sua visita a Munter Haus.

    A Igreja de São Nicolau é atraente, e o tecto, indiscutivelmente, chama a sua atenção.

    Um ótimo fim de semana.

    Beijinhos.

    • Cara Executiva,

      Se de alguma forma passei a ideia de Murnau ser uma cidade recatada e calma, com este artigo, então passei a sensação com que fiquei ao visitar esta cidade.

      Sem dúvida alguma que com um contexto deste género reunir-se-iam as condições para pintarem e descansarem, já que pelo que percebi esta era sobretudo uma residência de Verão, certamente de férias.

      Todos os edifícios tem o seu encanto, mas reconheço que já abordei em outros artigos, edifícios mais sumptuosos, nomeadamente de Câmaras Municipais.

      Um óptimo fim-de-semana para si também

      Beijinho

  3. Olá!
    É a segunda vez que o pintor e poeta Kandinsky aparece no seu post.
    Primeiro ligado a Klimt e agora a outros. Foi uma sorte para o distrito que tenha escolhido essa área para residir. Teve que suportar a 1ª Grande Guerra, a revoluçáo bolchevique e por fim uma 2ª Grande Guerra num país ocupado pelos nazis:França/ Paris, onde faleceu em 1944. O seu trabalho atravessou várias fases, como já foi referido, leccionou em Bauhaus com outros artistas de vanguarda,mas ser o mais famoso artista da arte “não figurativa”, o 1º a produzir a tela abstracta não geométrica, é uma honra para a cidade que o acolheu.
    Os edifícios não são dos mais sumptuosos, mas interessantes.
    Deve ser uma região agradável para uns dias de paz.
    Bom fim de semana

    • Bom dia!

      É provável que seja a segunda vez que num artigo mencione Kadinsky, mas admito que não as contei.

      Esta região onde se insere Murnau, é realmente agradável, principalmente para quem procura umas férias para descansar.

      Beijinhos

      • Bom dia!
        Não tive a mínima intenção de chamar-lhe repetitiva!
        Bem pelo contrario: Queria reforçar que Munique e arredores, de certo modo pelas suas características geo-físicas-culturais, é um alfobre de celebridades cuja obra está à vista!
        BJ

      • Boa tarde!
        Mas eu não interpretei de forma alguma que me estivesse a chamar repetitiva. Eu simplesmente não sei quantas vezes já terei citado o nome de Kadinsky num artigo, pois como bem referiu, o facto de ele ter vivido em Munique e ser um dos membros fundadores do grupo fundado em Munique “der Blaue Reiter”, faz com que já possa ter “tropeçado” várias vezes por locais por onde ele também já passou.

        Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s