Filme de Natal ainda quentinho…

No sábado passado fui com o meu três palmos assistir à antestreia do filme da Disney para esta época natalícia, o Wreck-It Ralph.

Em outros países este filme já estreou, mas na Alemanha só estreia hoje, dia de S. Nicolau.

A acção do filme desenrola-se sobretudo entre 3 jogos Arcade (video-jogos profissionais usados em estabelecimentos de entretenimento) de estilos diferentes, o Fix it Felix, Jr., o Hero’s Duty e o Sugar Rush.

O jogo que despoletou a história foi o Fix it Felix, Jr., já que foi deste que saiu a personagem principal do filme, o Ralph. O Ralph, estava farto da sua função de mau no jogo, de ser temido por todos, não ser apreciado por ninguém, e acabar sempre por ser atirado de cima do alto prédio aterrando estatelado no chão no fim do jogo. Com o intuito de alterar o seu futuro e ser valorizado pelos restantes moradores, sai do jogo em busca de uma medalha (símbolo de valor e reconhecimento por terceiros) que permita mudar a sua vida. É assim que ele acaba por entrar por um curto período de tempo no jogo Hero’s Duty, e que de forma um pouco aldrabada adquire a tão almejada medalha, mas com alguns efeitos colaterais no processo.

No âmbito desses efeitos colaterais, a pilotar uma nave que não controla, e com um insecto ciborgue em estado embrionário (exemplar dos maus-da-fita do jogo Hero’s Duty), acaba por entrar no terceiro jogo, o Sugar Rush, colocando este jogo também em perigo.

O filme é deveras original, com personagens muito amorosas e cenários deliciosos, principalmente quando se passa no jogo Sugar Rush.

O meu três palmos adorou o filme e eu confesso que também. Saí do filme rendida à personagem da irreverente e obstinada Vanellope von Schweetz, a miúda que contracena com o Ralph e que se torna na sua verdadeira amiga, ajudando-se mutuamente.

A moral da história acaba por ser bastante simples: os bons só podem continuar a ser bons, nos jogos pelo menos, se tiverem os maus como adversários para os poderem vencer. Cada um tem um papel importante nos jogos e deve assumi-lo de corpo e alma, mesmo que isso implique ter que ser o mau e consciente que o bem triunfa sempre…

Recomendo entusiasticamente que vejam o filme, se procurarem passar 101 minutos de forma descontraída e divertida. Façam-no mesmo se não tiverem a desculpa de estarem ali apenas para acompanharem uma criança com poucos palmos.

Não posso deixar de fazer referencia igualmente à curta metragem de animação a preto e branco – Paperman – que antecede a apresentação do filme. Ela é bastante romântica.  Afinal o amor pode mover montanhas e neste caso tem o elemento natural ar, na forma de vento, como coadjuvante.

Quanto ao outro filme cabeça de cartaz deste Natal, o da principal concorrente dos Walt Disney Animation Studios, a DreamWorks Animation – Rise of the Guardians, esse muito provavelmente irei vê-lo com o meu três palmos durante as férias de Natal.

Anúncios

4 thoughts on “Filme de Natal ainda quentinho…

  1. Querida Turista:
    Especial crianças…e não só, conforme disse, podemos ver em qualquer idade e gostar, se bem que só se tem olhos de criança na época certa. Daí ser tão importante os pais levarem a pequenada ao cinema. Adorei a introdução da curta metragem, um tema bem interessante.
    Beijinho.

    • Muito bom dia!

      Os filmes de animação são para toda a família e proporcionam momentos muito agradáveis e divertidos…
      Eu admito que cá, são os filmes de animação os que mais tenho oportunidade de ver no cinema, porque são os que posso ver com o meu três palmos.

      O filme Brave, porque o meu três palmos tinha ficado com receio dos ursos que apareciam no trailer, acabei por não o ver no cinema. Mas ontem esse filme ficou disponível em DVD e Blu-ray, e eu não perdi de imediato a oportunidade de o comprar e hoje oferece-lo ao meu três palmos, como uma das lembranças que o S. Nicolau lhe trouxe. Claro que ele me disse logo: “o S. Nicolau ofereceu-me o filme que tu gostas”.

  2. Cara “Turista”

    Na “Quadra Natalícia”, as crianças são as mais contempladas e bem o merecem. Por essa razão, se multiplicam eventos e programas festivos, que teem como principal publico-alvo, as crianças.
    Para os pais que os acompanham, também, é uma forma de serem um pouco crianças.

    Para muitos, a época natalícia é feita, especialmente, para as crianças, pois estas sentem a magia da época, enquanto nós vivemos com a realidade, onde as restrições e contrariedades continuam a fazer parte do quotidiano.

    Parabéns por poder oferecer ao seu 3 palmos tanta felicidade!

    Beijinho!

    .

    • Cara Executiva!

      Sem dúvida alguma, a quadra natalícia é particularmente mágica e generosa para as crianças.
      Eu adoro ser um pouco mais criança na companhia do meu três palmos, e por vezes vibro mesmo mais do que ele, com os filmes que assistimos juntos.

      Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s