Catedral de Ljubljana – Igreja de S Nicolau e um pouco mais

A Catedral de Ljubliana é a Igreja de S Nicolau.

Ljubljana - Catedral - Igreja de S Nicolau - fraccoes do exterior

“No local da Catedral houve previamente uma igreja românica de três naves cuja menção mais antiga remonta a 1262. Após o incêndio de 1361, foi re-abobadada no estilo gótico. Quando a Diocese de Ljubljana foi criada em 1461, a igreja passou por várias alterações e acréscimos. Em 1469, ela foi queimada, presumivelmente pelos turcos.

Entre 1701 e 1706, uma nova igreja-salão barroca com capelas laterais moldadas em forma de cruz latina foi construída segundo um protejo do arquitecto jesuíta Andrea Pozzo. Como a cúpula da igreja só foi construída em 1841, originalmente foi pintada uma cúpula falsa no arco acima do centro da cruz. A decoração interior barroca sobrevivente inclui, nomeadamente, frescos de Giulio Quaglio (pintado nos períodos de 1703-1706 e 1721-1723), estátuas de Angelo Putti de quatro bispos de Emona situadas sob as vigas da cúpula (1712-1713), uma pintura de Putti do Deão Janez Anton Dolničar (1715), que iniciou a reconstrução da igreja em 1701, de Francesco Robba, os anjos do altar, na parte esquerda da nave (1745-1750) e dos irmãos Paolo  e Giuseppe Groppelli os anjos do altar na parte direita da nave (1711 ).

Uma série de outras obras de arte foram adicionadas mais tarde. Uma das mais interessantes é o fresco da cúpula pintado por Matevž Langus em 1844. As adições mais destacadas do século XX incluem os relevos da porta principal de entrada que representa a história da Eslovénia, obra de Tone Demšar’s, e que foram encomendados para marcar o 1250 aniversário do cristianismo na Eslovénia, e os das portas laterais com imagens de bispos, por Mirsad Begić.” (texto traduzido livremente daqui)

Ljubljana - Catedral - Igreja de S Nicolau - interior

Após a visita à catedral, um pouco depois a Fonte Robba despertou a minha atenção.

Esta fonte também é conhecida desde a primeira metade do século XX como a fonte dos Três Rios Carníolas. A fonte está em frente à Câmara Municipal  da cidade na praça da cidade. A fonte foi feita originalmente em 1751 pelo escultor italiano Francesco Robba e é um dos símbolos mais conhecidos da cidade.

Ljubljana - Fonte Robba

O edifício da Câmara Municipal (localmente conhecida como Mestna Hisa, Magistrat ou Rotovž), é usado como sede do Município de Ljubljana. Foi construído no final do século XV, pelo mestre Peter Bezlaj. A sua aparência actual advém de 1717 – 1719, quando foi adicionado ao edifício um anexo projectado por Carlo Martinuzzi e construído pelo mestre Gregor Maček Snr. Posteriormente o edifício foi alterado várias vezes, sendo que a alterações mais profundas são do arquitecto Svetozar Križaj em 1963.

A fachada reflecte influencias arquitectónicas venezianas. O portal oferece espaço para uma placa do gótico tardio com um brasão de armas sobrevivente do edifício original da Câmara Municipal e uma estátua do século XVII de Hércules com um leão, oriunda de parte de uma antiga Fonte de Hércules que costumava ficar no centro da praça Stari trg, que fica próxima. No pátio arqueado da Câmara Municipal destaca-se a fonte Narciso (Narcisov vodnjak) de Francesco Robba  oriunda do Castelo Bokalce (Grad Bokalce). Próximo à escada há um monumento em memória de Ivan Hribar (1851-1941), um famoso presidente da Câmara de Ljubljana.

Ljubljana - Camara Municipal

15 thoughts on “Catedral de Ljubljana – Igreja de S Nicolau e um pouco mais

  1. Querida Turista, estas suas “partilhas” (prefiro chamar-lhe partilhas de vivências a chamar-lhe “posts”) sobre Ljubliana fizeram com que me interessasse por conhecer esta cidade … o seu blog deveria ser reconhecido como do melhor que existe no incentivo ao turismo cultural🙂

    Ah! e como me deliciei ao ler e ver o que aqui registou de Praha!!! (Amei aquela cidade!! … é uma das cidades que mais gostei)

    Mais uma vez obrigada!
    (há muito tempo que não comentava aqui, mas sempre a tenho acompanhado🙂 )

    • Olá, desde há pouco, pois respondi ao s/ comentário de ontem. Já viu?
      A minha antecessora tem razão quando lhe atribui um grande papel de divulgadora cultural!
      A catedral é interessante e está muito harmoniosa depois de tantas mexidas.
      Destaco o fresco da cúpula, os relevos da porta principal e a torre lanterna pela luminosidade que expande dentro do monumento.
      Estando tão perto de Itália, e tendo já pertencido ao império veneziano, ali tão perto, não admira as influências na porta de entrada!
      A fonte dos três rios é um local interessante e que atrai os turistas. A ponte também…
      BJ

      • Olá, muito bom dia!

        Eu li e comentei o seu comentário ao artigo anterior (primeiro sobre Ljubljana), mas se fez um comentário em resposta ao meu, o mesmo não ficou gravado😦

        A catedral é realmente interessante e bastante harmoniosa. As influencias italianas são sem dúvida expectáveis dada a proximidade territorial.

        Beijinho

    • Muito, muito bom dia!

      Antes de mais, confesso que já tinha sentido a falta dos seus comentários por aqui e interroguei-me se tinha feito algo inadvertidamente que a tivesse desagradado.

      Espero que as férias que tinha programado para Outubro, Novembro e Dezembro tenham superado as suas expectativas e que tenha desfrutado de momentos maravilhosos.

      A cidade de Ljubljana é realmente bastante interessante, e folgo em saber que lhe despertei o interesse e curiosidade em conhece-la.

      Beijinho

  2. Olá, bom dia!
    Gostaria de saber se você tem um e-mail para contato! Procurei em todo o blog, mas não encontrei. Desde já agradeço!
    Abraços!

  3. Querida Turista:
    Andrea Pozzo foi um dos mais importantes arquitectos do seu tempo. Deixou um tratado por onde se vê como dominava a perspectiva e a soube registar, sendo seguido por muitos outros.
    A turista tirou belas fotos e a descrição, como sempre, impecável.
    Beijinho.

  4. Bom dia, turista

    Cá está escuro e com chuva, mas a beleza das imagens do seu artigo ilumina a nossa disposição!
    A cor rosa da catedral é como uma aurora boreal no centro da cidade e o interior rico e harmonioso.

    E a ponte de arquitectura única e do espaço que cria, parecendo uma lupa que aumenta a dimensão da praça, tornam este espaço inigualável.
    Tinha dito que passei aí em 1984. Voltei a Ljubljana há quatro anos num tour que incluiu a Croácia.
    Ainda guardo, relativamente frescas, as sensações e o quanto gostei da cidade e da ausência de trânsito motorizado nesse centro.

    Beijinho
    M.Céu

    • Bom dia!

      Presumo que pelo teor do seu comentário se refere ao artigo que publiquei hoje sobre a Igreja da Anunciação, com as suas fachadas rosa, e a ponte tripla, dois dos locais mais emblemáticos na cidade

      Por aqui hoje o dia acordou com maior luminosidade, e temperaturas crescentes, ultrapassando os zero graus, que admito me agrada mais, pois já estou farta da encantadora neve.

      Beijinho

  5. Pingback: No mundo da arte e cultura de Ljubljana | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s