Um pouco do estado em Ljubljana

Deixando para trás a praça Kongresni trg, o percurso levou-me à rua Šubičeva ulica, e no numero 4 é onde se encontra o edifício do Parlamento esloveno, que abriga a Assembleia Nacional da República da Eslovénia.

Não se trata de um edifício antigo, antes é relativamente recente tendo sido construído entre 1954 e 1959.

“Foi projectado pelo arquitecto Vinko Glanz para abrigar o parlamento esloveno de então, a Assembleia Popular, e foi modelado com base nos edifícios da antiguidade clássica e bastante influenciado pelo sobre-emocional realismo da época da sua construção. A solução do arquitecto para a fachada, coberta em vários locais por variedades de pedra, reflecte uma influência directa de obras do arquitecto Jože Plečnik. Um atractivo que se evidencia de imediato no edifício é o portal de entrada que cobre dois andares e é ladeado por estátuas de Zdenko Kalin e Karl Putrih que representa os trabalhadores.

O interior do edifício é decorado com pinturas e frescos por vários artistas eslovenos, a mais notável das quais é a pintura de parede de Slavko Pengov que se estende através de todo o vestíbulo até ao grande salão e que retrata a história dos eslovenos. Desde que a Eslovénia se tornou um Estado independente, o interior do edifício foi renovado várias vezes para se adequar às exigências do novo parlamento.” (texto traduzido e adaptado daqui)

No entanto como não é possível admirar o interior do edifício já que o mesmo não está aberto ao publico, tive que me cingir a apreciar a impressionante escultura que circunda a entrada principal.

Ljubljana - Edifício do Parlamento

Na praça da República (Trg republike), em frente, existem vários monumentos, mas houve um que despertou particularmente a minha atenção, um Monumento à Revolução (Spomenik Revolucije).

“A comissão da  monumental escultura foi para Drago Tršar (nascido em 1927), um escultor que pertence à primeira geração de formandos da academia, e que se tornou professor assistente na mesma instituição em 1960. Concebida em 1964, uma escultura – parte central do monumento – seguiu o princípio do trabalho Tršar de pequena escala. Devido à autonomia da escultura, que era “incapaz de abandonar os últimos vestígios do figurativo”, os esforços de Tršar foram rotulados pelos críticos de arte local, como “arte figurativa abstracta”. No monumento, a sua principal preocupação era como transferir a energia e dinâmica dos “manifestantes” e “demonstrantes” (isto é – a multidão), na escultura. Tršar afirmou para a media:

“O meu objetivo foi apresentar a ‘revolucionaridade” da nação eslovena em toda a sua grandeza. Na parte esquerda da escultura, os esforços feitos durante a guerra são representados; é construída de forma linear e tem um carácter pacífico. As figuras na escultura são compostas com mudança de massas e ritmos. A parte direita da escultura, no entanto, é mais extensiva, as figuras são comprimidas e fervem para o céu. Na vertical, o objectivo no sentido do melhor foi expresso … “(Delo, 16 de agosto de 1974)

Mas por causa de “razões objectivas”, no entanto, a escultura teve de esperar no estúdio do artista mais de 10 anos antes de ser finalmente erguida em 1975.” (texto traduzido e adaptado daqui)

Ljubljana - Monumento à Revolucao

.

4 thoughts on “Um pouco do estado em Ljubljana

  1. Estou conhecendo um pouco mais sobre a Eslovênia aqui no seu blog e ficando tentada a conhecer. Esse mundo é cheio de lugares interessantes e é preciso muito tempo para se ver tudo que dá vontade. Obrigada por compartilhar suas andanças conosco.

    Bj

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s