No mundo da arte e cultura de Ljubljana

Depois do Museu Nacional da Eslovénia, continuando embrenhada no mundo da arte  e cultura da cidade, outros dois locais merecem indiscutivelmente destaque nas proximidades.

A Galeria Nacional (Narodna Galerija), localizada na Prešernova cesta, no numero 24, é o mais importante museu esloveno de arte histórica, mantendo a maior colecção do país de arte desde a Alta Idade Média até ao século XX.

“A Sociedade da Galeria Nacional foi fundada em 1918, embora os esforços para fundar uma casa da arte eslovena se tenham iniciado em fins do século XIX. A iniciativa de criar uma galeria nacional foi realizada pelo polímata aristocrata e correspondente Peter Radics e pelo presidente da câmara de Ljubljana, Dr. Ivan Hribar, seguidos da Sociedade de Arte cristã que, em 1907, compilou uma colecção da arte mais antiga eslovena. Em 1925, foi adqurirido o  Narodni dom (Casa Nacional). Igualmente importante foi a  aquisição regular anual de obras de arte: com o legado do testamento de Strahl de 1929, a Galeria Nacional adquiriu um fundo considerável de obras de pintores nacionais e europeus, que, em 1930, foi exibido pela primeira vez ao público. O fundo da doação pelo Dr. Fran Windischer – que foi ao mesmo tempo um patrono, e a partir de 1929, também presidente da Sociedade da Galeria Nacional – foi uma contribuição de valor excepcional para a colecção de arte; o Fundo Windischer – o primeiro legado da história da instituição – é ainda hoje a base da colecção da galeria.”(extracto inicial de texto, traduzido e adaptado, retirado daqui)

O edifício actual da Galeria Nacional foi construído em 1896, durante a administração do Presidente da Câmara Ivan Hribar, cuja ambição era transformar Ljubljana numa capital representativa de todas as terras eslovenas. Foi projectado pelo arquitecto checo  František Škabrout e foi usado pela primeira vez como um centro cultural esloveno (Narodni dom) enquanto sede de várias associações culturais de importância nacional. 

Em inícios de 1990, foi construído uma extensão ao edifício principal pelo arquitecto esloveno Edvard Ravnikar. Em 2001, uma grande galeria de vidro transparente, projetada pelos arquitetos Jurij Sadar e Vuga Boštjan, foi construída para ligar as duas alas do edifício.

“Possui duas colecções permanentes, a Arte na Eslovénia e Pinturas Europeias. Além destas acolhe exposições de arte temporárias.

A Galeria Nacional possui uma das maiores obras de arte barrocas de Ljubljana, a original da Fonte dos Três Rios Carníolas por Francesco Robba, que se encontrava em frente à Câmara Municipal da cidade, onde agora está a sua réplica (que referi neste artigo).

A Galeria também abriga uma ampla biblioteca e mantém uma colecção de cartazes e calendários e uma colecção de arquivamento feita de arquivos pessoais de artistas eslovenos.

O departamento de educação da Galeria Nacional, cuja missão é promover e popularizar o património artístico da nação, executa um programa de actividades para crianças e famílias (visitas de exposições especiais, oficinas criativas, etc), também disponível para grupos por marcação prévia”. (texto traduzido, adaptado e retirado daqui)

Ljubljana - Galeria Nacional

A Companhia Nacional Eslovena de Teatro, Opera e Ballet (SNG Opera in balet Ljubljana) localiza-se na Župančičeva ulica 1, num edifício muito interessante e encantador, e merece igualmente ser destacada no domínio da arte e cultura da cidade.
Ljubljana - Casa de Opera de Ljubljana

“A Casa de Opera de Ljubljana, anteriormente a Casa do Teatro Provincial (Deželno gledališče), foi construída entre 1890 e 1892 segundo um projecto neo-renascentista dos arquitectos checos Jan V. Hrasky e Anton Hruby. Antes da construção do Teatro Alemão (o actual Teatro Drama) em 1911, o prédio era um local onde coexistiam produções apresentadas em esloveno e alemão (já que abrigava também o Teatro alemão), passando depois a ter apresentações apenas em esloveno.

A fachada da Casa da Opera tem dois nichos adornados com estátuas de Alojzij Gangl alegóricas da Tragédia e Comédia. A característica aparência do edifício deve-se  principalmente à fachada da frente ricamente adornada com colunas jónicas de suporte a um tímpano majestoso por cima da entrada. As esculturas alegóricas no tímpano representam a Poesia e a Glória, e a figura com uma tocha acima delas – outra obra de Alojzij Gangl – é uma alegoria do Génio. Os pedestais de pedra em frente ao prédio apoiam os bustos dos artistas de teatro eslovenos Anton Verovšek e Ignacij Borštnik esculpidos por France Kralj em 1921, e no pedestal ao lado do edifício a escultura feita  por Stojan Batič a retratar Julij Betetto.

Companhia Nacional Eslovena de Teatro, Opera e Ballet realiza um extenso repertório de óperas clássicas e modernas, balés e obras de concerto. Cada estação dá cerca de 150 apresentações, tanto em casa como no exterior. As suas performances de ópera e balé, e a orquestra têm desfrutado de colaborações de sucesso com artistas e produtores eslovenos e internacionais. As mais aclamadas co-produções internacionais  do Teatro, dos últimos anos, incluem Fausto, Aida, as Ninfas do Reno e o Amor das Três Laranjas, para citar apenas alguns.

4 thoughts on “No mundo da arte e cultura de Ljubljana

    • Bom dia Maria Nunes!
      Lamento, não a sei informar com precisão se a Casa da Opera oferece a possibilidade de visita guiada ou livre às instalações, porque quando estive em Ljubljana não o procurei fazer.
      Mas baseada pelo site duvido que possuam tal possibilidade, pelo menos não fazem qualquer referencia a isso no “Visitors Guide“, citando apenas a altura prévia à de assistir a um espectáculo.

      Beijinho

  1. Bom dia!
    O que conta a tradição, no quotidiano dos povos!
    Se a Eslovénia não tivesse estado inserida em reinos com tal cultura não teria como hábito tudo o que acabo de ler!
    É de louvar e copiar a acção desenvolvida pelo Departamento de Educação da Galeria Nacional em prol da divulgação junto das crianças! É assim que se começa!
    O edifício da Ópera é nota vinte!E descreveu tão bem a fachada, que merece o epíteto de adida cultural!
    Parabéns
    Beijinho

    • Bom dia!

      Promover o interesse pela cultura e a arte desde a infância, faz certamente com que as crianças de hoje sejam adultos mais instruídos, interessados e atentos à oferta cultural e artística que tem à sua disposição.

      Ontem o meu três palmos, por exemplo, no âmbito de uma visita de estudo do infantário, visitou o Museu do Homem e da Natureza em Munique, e chegou a casa todo entusiasmado, a contar-me que os homens descendiam dos macacos (mas que eles descendia de mim), que dos dinossauros agora só haviam ossos e fosseis, mas que quando eles viveram, haviam os carnívoros que eram os que tinham os dentes grandes e afiados, e os que só comiam plantas que tinham dentes mais pequenos e que não eram afiados.

      O Edifício da Casa da Opera é realmente magnífico, mas quanto à minha capacidade de o descrever, o mérito é sobretudo de ter traduzido a informação que encontrei, no site turístico de Ljubljana.

      Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s