A Biblioteca Nacional e Universitária

Expandir e enriquecer o conhecimento é algo que nunca é demais e que ninguém nos pode retirar, porque é pessoal e intransmissível.

Depois da referencia ao edifício principal da Universidade de Ljubljana, um “templo” por excelência para expandir e aprofundar os conhecimentos formais, eis que refiro  hoje um outro edifício que é uma fonte privilegiada no que toca à busca pelo conhecimento, a Biblioteca nacional e universitária.

Localizada na Turjaška ulica 1, possui umas fachadas bastante originais, às quais não fiquei indiferente.

“A Biblioteca Nacional e Universitária, cujos arquivos contêm, entre outras coisas, uma rica colecção de manuscritos medievais, incunábulos e gravuras da Renascença, foi construído entre 1936 e 1941 segundo projectos de Jože Plečnik É considerado o mais importante trabalho do arquitecto na Eslovénia. Ergue-se no lugar da antiga corte Ducal (Knežji dvorec), um palácio barroco do século XVII que foi destruído no terramoto de 1895.

Ljubljana - Biblioteca Nacional e Universitária

O exterior do edifício reflecte influências italianas. A sua fachada característica, combinando tijolos e blocos de pedra com acabamentos variáveis, foi baseado no Palacio Zuccari (Palazzo Zuccari) em Roma. Cada uma das duas pegas da porta de entrada principal é decorada com uma cabeça de Pégaso, um cavalo alado que simbolicamente orienta os visitantes para o domínio do conhecimento. Do vestíbulo, uma porta leva à famosa escadaria monumental central, com 32 pilares de mármore preto Podpeč e mais adiante para o salão grande de leitura da biblioteca. Os detalhes mais marcantes da sala de leitura são lustres Plecnik e um par de paredes de vidro, permitindo que a luz alcance as mesas de leitura de madeira e os livros dos dois lados.

A entrada lateral da biblioteca é encimada por uma estátua de bronze de Moisés pelo escultor esloveno Lojze Dolinar. Para indicar o curso das muralhas romanas e medievais, que corre ao longo do edifício da Biblioteca e continua ao lado do edifício Matica Glasbena do outro lado da rua, Plečnik erigiu uma linha de monumentos a famosos compositores eslavos e eslovenos.” (texto traduzido e adaptado daqui)

Ljubljana - Matica Glasbena

“De acordo com uma inscrição encontrada próximo ao portão leste da cidade de Emona, no local da actual praça Trg francoske revolucije, as muralhas romanas foram construídas entre XIV e XV d.C. As paredes de formato rectangular em torno do centro da cidade mediam 2,4 metros de largura e de 6 a 8 metros de altura. Elas incluíram pelo menos 26 torres e quatro portas principais. As torres foram erguidas equidistantes ao longo do comprimento das paredes e próximas às portas da cidade laterais como extensões das estradas de Emona. Por todos os lados, excepto o leste, que foi naturalmente protegido por uma inclinação descendente em direcção ao rio Ljubljanica, a cidade foi também protegida por um fosso duplo.

O muro de concha foi construído a partir de blocos de pedra esculpidos ligados com argamassa e preenchidos com um conglomerado de seixos de rio, pequenas pedras, areia e cal. A estrutura da parede era tão sólida e robusta, que certas partes da parede sobreviveram 2.000 anos. A estrutura interna da parede é visível no subúrbio Mirje,  localização da parte dos muros que estavam a oeste do portão principal sul de Emona. Por motivos de segurança algumas das portas laterais foram emparedadas já no tempo dos romanos para repelir os ataques de tribos bárbaras. Uma das portas muradas sobreviventes pode ser vista na parte ocidental das paredes Mirje.

Na década de 1930, o complexo da muralha da cidade em Mirje foi restaurado segundo um projecto do arquitecto Jože Plečnik. As suas adições às paredes romanas sobreviventes incluem uma pirâmide de pedra, extensões por cima das paredes, as portas do complexo da parede, uma abóbada em arco coberto de pedra que remanesceu de edifícios romanos próximos  e um parque dentro das paredes. Também a colunata ao lado do portão principal sul é de origem não-romana. Os muros foram renovados em 1990.” (texto traduzido e adaptado daqui)

Ljubljana - muros da cidade romana em Mirje

Anúncios

4 thoughts on “A Biblioteca Nacional e Universitária

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s