Trieste, no país ao lado

Talvez pelo síndroma peninsular de Portugal, que ao pensar em viajar de carro e visitar outro país, a única alternativa é chegar a Espanha, e caso se parta da costa atlântica  tal pode implicar imensos quilómetros de percurso, agrada-me sempre a ideia da proximidade que por vezes se está de diferentes países no centro da Europa.

Assim, quando estive em Ljubljana aproveitei um dia para estar mais próxima do  mar Adriático e visitar uma cidade no país ao lado, Trieste, na extremidade nordeste de Itália.

Entre a capital eslovena e a cidade italiana, distam cerca de 100km e uma hora de viagem por boa autoestrada.

Mapa com Trieste e Ljubljana

Trieste foi uma colónia romana que prosperou sob o domínio romano e que com o declínio do império romano do ocidente ficou sob o controlo de Bizâncio até 788, altura em que passou ao controlo dos francos. No século XII tornou-se uma cidade livre, mas  após séculos de batalhas contra a rival Veneza, Trieste pôs-se sob protecção, em 1382, do duque de Áustria conservando porém uma certa autonomia até ao século XVII.

Em 1719 tornou-se porto franco e, como única saída para o mar do Império Austríaco, Trieste foi objeto de investimento, desenvolvendo-se e tornando-se, em 1867, capital da região de Litoral Adriático do lmpério.

E no centro da cidade são justamente construções imperiais as que ressaltam na paisagem.

Trieste - primeira impressao

A primeira imagem da composição anterior, curiosamente é de um hotel, o Savoia Excelsior Palace, cujo imponente edifício na primeira linha da costa marítima, não deixa ninguém indiferente.

O edifício histórico foi projectado pelo conceituado arquitecto austríaco do século XIX, Ladislaus Fiedler.

O Palácio do Governo é um dos edifícios de destaque da praça de união de Itália, foi  projectado pelo arquitecto vienense Emil Artman e construído entre 1901 e 1905 no lugar do pré-existente, e muito mais modesto sede da “Tenência”, agora Palast der kk Statthalterei (Palacio do Governador).  A principal característica do edífício é a bela fachada da grande varanda coberta, que domina o pórtico central elevado e refinado pelo revestimento de mosaicos de vidro de Murano na ara superior (com desenhos, cabeças alegóricas e medalhões com a cruz de Savóia) e pedras brancas na parte inferior.

Na época da realização do prédio este tinha à sua frente um jardim que ocupou até 1920, metade da praça, então chamada Piazza Grande, entre o Relógio e o mar.

No início dos anos 60, o edifício sofreu obras de restauração, projectadas pelos  arquitectos Nordio e Cervi.

Hoje o prédio abriga os escritórios do Comissário do Governo da Região Friuli Veneza Giulia e a Prefeitura – UTG Trieste. Os salões do governo nacional representativo e as salas de recepção e acomodação para as Altas Personalidades do Estado e dos Negócios Estrangeiros em visita oficial na cidade e na região, estão localizados no primeiro andar. Dos salões, mas também a partir da varanda, podem desfrutar de uma vista deslumbrante sobre a praça, o porto e o mar, e até, em determinados dias límpidos  os Alpes.

Trieste -  Palácio do Governo

A Câmara Municipal (Palazzo del Municipio), outro dos edifícios na mesma praça, é o que domina esta.

A Camara Municipal foi projectada pelo arquitecto italiano Giuseppe Bruni e foi concluída num estilo eclético em 1875.

No edifício destaca-se a torre do relógio com duas estátuas de bronze chamadas de Michez e Jachez.

A fonte de estilo barroco em frente ao edifício foi erguida em 1751, sendo designada de fonte dos quatro Continentes, numa altura em que a Austrália ainda não tinha sido descoberta.

Trieste -  Camara Municipal

Ainda na praça, fica o Palazzo Lloyd Triestino, antiga sede da companhia de transportes, agora denominada de Italia Marittima.

Trieste - Palácio Lloyd Triestino

O Grand Hotel Duchi D‘Aosta e o edifício da Assicurazioni Generali S.p.A (Companhia de seguros com sede em Trieste) são ainda outros outros dos edifícios que despertaram o meu interesse e curiosidade na praça.

Trieste - Grand Hotel Duchi D‘Aosta

Trieste - Assicurazioni Generali

Anúncios

3 thoughts on “Trieste, no país ao lado

  1. Querida Turista:
    Belas fachadas, mesmo imponentes. O pormenor do vidro de Murano no embelezamento foi bem demonstrado na sua foto. Só espero que também tenha fotografado a fonte. A descrição deixou-me curiosa.
    Beijinho.

  2. Bom dia!
    Sim eu fotografei a fonte, e a mesma aparece na foto em frente ao edifício da câmara municipal. Admito que nessa foto a fonte não sobressai pelas suas tonalidades serem idênticas às da fachada do edifício. Outras fotos que possuo da fonte, mais de perto, o meu três palmos e/ou o meu marido aparecem nas mesmas, pelo que não preenchiam os requisitos para serem aqui colocadas 😉

    Beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s