No caminho de Santiago, em Regensburg

A expressão popular “todos os caminhos vão dar a Roma” essa eu já conhecia bem (e a segunda expansão do jogo de tabuleiro Thurn und Taxis, fez questão de a reavivar), mas desculpem a minha ignorância, pois desconhecia que o Caminho de Santiago seguisse bastante o mesmo principio e fosse tão extenso e ramificado.

Assim foi com alguma surpresa que encontrei em Regensburg uma indicação alusiva do Caminho de Santiago junto à Igreja escocesa de São Tiago.

Regensburg - tabuleta de Caminho de Santiago

“A Igreja escocesa de São Tiago em Regensburg é uma igreja românica do século XII, fundada por missionários celtas da Irlanda. A igreja mostra influências do norte na sua arte e arquitectura.

Regensburg - Igreja de S Tiago - pequena fraccao exterior

Missionários irlandeses chegaram pela primeira vez a Regensburg, no século XI, originalmente  acampados a sul das muralhas da cidade. Mas, como mais monges irlandeses se juntaram a eles, o local depressa se tornou pequeno demais.

Os monges compraram um novo local fora do portão oeste da cidade e começaram a construir o seu mosteiro por volta de 1100. A Igreja de São Tiago, uma basílica de três naves, com três absides e duas torres leste, foi dedicada em 1120. Apenas a extremidade leste sobrevive deste edifício inicial.

A igreja monástica foi ampliada com início em cerca de 1150, sob o abade Gregor. Nesta segunda igreja, que se mantém actualmente, foi construído um transepto com dois andares ou westwerk no extremo oeste, um elaborado portal norte, famoso e conhecido por Schottenportal, e um claustro a sul. A construção foi concluída em cerca de 1185.

Regensburg - Igreja de S Tiago - famoso portao Norte

Regensburg tornou-se um importante centro para o trabalho missionário de monges irlandeses, na Europa, o Mosteiro Escocês em Viena é uma das suas filhas fundadoras. O Mosteiro de S. Tiago tinha ligações estreitas com a escola monástica de Cashel na Irlanda e atraiu o teólogo Honório de Autun (d.1151) no fim de sua vida.

Em 1577, pouco depois da reforma escocesa, uma bula papal transferiu o mosteiro de monges irlandeses para escoceses. O mosteiro estava em declínio nessa altura, com apenas um monge e um novato. O primeiro abade escocês foi Ninian Winzet (1518-1592), um oponente do reformador João Knox. Maria Stuart, rainha dos escoceses, ordenou ao Abade Winzet para formar sacerdotes para o trabalho missionário católico na Escócia, mas os primeiros sacerdotes foram enviados muito tempo depois de sua morte, em 1623.

O mosteiro conseguiu evitar a dissolução durante o período napoleónico, um feito raro. Ele foi despromovido para um priorado em 1820, mas os monges permaneceram na residência até 1862, quando o governo da Baviera comprou a propriedade e transformou-a num seminário para formar sacerdotes católicos.

O interior da igreja é um excelente exemplo da arquitectura românica. As três naves são divididas por uma arcada de nove tramos com arcos redondos e um clerestório em alvenaria lisa branca. As grandes colunas cilíndricas têm capiteis curtos, mas finamente esculpidos, alternando entre folhagens e cenas figurativas. Entre as figuras estão homens verdes, leões, águias e crocodilos. As bases das colunas suportam esculturas de animais humildes, como cães, porcos, abutres e burros.

A abside leste foi redecorada no século XIX em estilo neo-românico. O grupo da escultura da crucificação sob o arco triunfal data do século XII, foi repintado em 1874. A estátua de Nossa Senhora na coluna direita da abside data de 1360. No outro extremo da igreja, o westwerk abriga o órgão e forma uma galeria aberta de alongamento em todos os três corredores.” (texto extraído e traduzido daqui)

Regensburg - Igreja de S Tiago - interior

4 thoughts on “No caminho de Santiago, em Regensburg

  1. Bom dia, cara Turista
    O culto ao túmulo de Santiago de Compostela, começou no sec. XIX, aquando do encontro dos restos mortais do Apóstolo, no norte da Galiza, foi muito vivo durante a Idade Média, esmoreceu com a Reforma mas voltou a após este período de crise. Havia, de facto, muitos caminhos desde a Europa do Norte até aos Pirenéus. Aqui iam-se afunilando pelo norte de Espanha.
    Beijinhos por hoje

    • Bom dia!

      Não faltam realmente fervorosos adeptos do caminho de Santiago, seja a pé ou de bicicleta por exemplo. Tenho amigas minhas que já o fizeram a pé e dizem que é uma experiência inesquecível e fascinante.

      Beijinho

  2. Querida Turista:
    A fé tem tido novo sopro nos tempos que correm. A imagem da Nossa Senhora é linda e muito curiosa a sua posição amaneirada. Bela reportagem.
    Beijinho.

    • Bom dia!

      Quando a capacidade de acreditar nos homens com poder de decisão e gestão, enfrenta um período tão debilitante, o acreditar num poder superior, o “agarrar-se” à fé entra efectivamente em contra-ciclo e adquire, como referiu, um novo sopro, sendo reforçada.

      Beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s