Chapéus há muitos…

Um clássico do cinema português, o filme “A Canção de Lisboa“, popularizou e celebrizou a expressão proferida por Vasco Santana de “chapéus há muitos, seu palerma”.

Mas não é de filmes ou de cinema que se trata este artigo, antes de chapéus, de uma grande diversidade de chapéus.

No centro histórico da cidade de Regensburg, existe uma loja de reconhecida e conceituada relevância a nível internacional, no que concerne à manufactura de chapéus, a “Hutmacher am Dom”. Localizada perto da antiga catedral, oferece aos seus clientes uma grande variedade de chapéus e acessórios em dois andares. Mais de 15.000 itens de chapelaria, de qualquer tipo e para cada estação, satisfaz qualquer procura nesse domínio.

Regensburg - Hutmacher am Dom

A fábrica Hutkönig (chapéu rei), existe desde 1875, mantendo-se em Regensburg  já há cinco gerações. O seu actual mestre chapeleiro é  Andreas Nuslan, um perfeccionista fenomenal.

Os chapéus são de superior qualidade, e feitos à mão usando antigas técnicas inglesas, que requerem entre 60 a 80 passos, para serem concluídos. Os chapéus são confeccionados com recurso a uma antiga chapeleira.

A máxima do negócio de família é encontrar um chapéu para cada cabeça.

Entre os seus clientes constam casas reais, a nobreza europeia, presidentes e/ou suas esposas,  famosos artistas de cinema, rádio e televisão, e o próprio papa.

Na festa da cidade “Regensburg Bürgerfest“, que este ano decorrerá entre 21 e 23 de Junho, é mesmo possível assistir ao vivo à confecção de chapéus, no exterior da loja Hutmacher am Dom, pelo próprio mestre e seus ajudantes.

Regensburg - Hutmacher am Dom - na Festa da cidade

A titulo de mera curiosidade. É possível encontrar uma pequena loja da Hutkönig, um pouco mais próximo de Munique, no Ingolstadt Village, acerca do qual já escrevi este artigo.

Mas para quem esteja manifestamente muito distante para visitar a loja em Regensburg ou no Ingolstadt Village, o Hutkönig disponibiliza actualmente uma loja online,

4 thoughts on “Chapéus há muitos…

  1. BOM DIA
    Chapéus há muitos mas não como estes, quero dizer, os fotografados.
    São mesmo especiais, dos que vemos nos casamentos reais, na Europa.
    Têm bem aspecto de elite e/ou espectáculo.
    Beijinho

    • Bom dia!

      Chapéus, a Königshut, produz mesmo muitos e com uma grande diversidade de estilos, géneros e complexidade. Presumo que se pode acrescentar à máxima, que possui uma oferta de chapéus, não apenas para cada cabeça, mas também para qualquer “carteira”, apesar de o “baixo preço” ser uma expressão que não faz parte do seu dicionário.

      Beijinho

  2. Querida Turista:
    Fico sempre entusiasmada com estes negócios familiares, E ainda mais quanto a esse pormenor extra de ser ” feito à mão”. A qualidade é uma defesa, nestes dias que correm.
    Beijinho.

    • Bom dia!

      Negócios familiares que perduram após várias gerações, com o sucesso e reputação que este já granjeou, não é algo muito comum nos tempos que correm. A elevada qualidade e a manutenção do “feito à mão”, é algo que é cada vez mais valorizado e apreciado actualmente, numa época em a produção em massa, muitas vezes sem grande qualidade associada ao outsourcing para países com mão-de-obra barata (por vezes com condições precárias), se generalizou de forma tão exponencial.

      Beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s