No aeroporto de Bruxelas…

Nas ultimas férias em Portugal, ao contrário do que acontece habitualmente, fizemos escala no aeroporto de Bruxelas, tanto na viagem de ida como na de regresso.

O aeroporto tem um aspecto cuidado, com um longo corredor envidraçado, o que o torna bastante iluminado em virtude da iluminação natural. O mapa do aeroporto podem encontrar aqui.

À chegada ao longo corredor do aeroporto fiquei imediatamente surpreendida, pois poder-se-ia tratar de um qualquer aeroporto alemão  Afinal nesse mesmo corredor central de acesso às portas de embarque, entre as passadeiras rolantes encontravam-se em exposição automóveis desportivos, de marcas alemãs, respectivamente um Audi, um BMW e um Mercedes.

Confesso que não fotografei os três, mas o BMW Z4 cor de tijolo, esse ficou devidamente registado…

Aeroporto de Bruxelas - BMW Z4

Em contrapartida, continuando no corredor, mas em direcção contrária, não para as portas de embarque mas para a área comercial,  encontro um outro automóvel exposto. Este de uma conceituada marca japonesa, literalmente com um corte longitudinal. Tratava-se do híbrido Toyota Auris Touring Sports.

Aeroporto de Bruxelas - Toyota Auris Touring Sports

Em frente a este automóvel exposto, certamente o restaurante de marisco mais gourmet do aeroporto, o Black Pearls, junto às escadas rolantes pelas quais se acede aos Lounges.

Aeroporto de Bruxelas - Restaurant Black Pearls

Na área comercial, nao faltam boutiques, espaços de alimentacao, ou as habituais lojas  típicas de aeroporto (com  perfumes e cosméticos, alguns brinquedos, merchandising do país e/ou região, bebidas e delicatessen). Mas a predominância são indiscutivelmente as chocolaterias, afinal a Bélgica é famosa pelo seu chocolate, e nestas não faltam marcas como a Neuhaus, a Godiva, Corné Port-RoyalGuylian, entre outras. 

Aeroporto de Bruxelas - gourmet e chocolates

No aeroporto despertou a  minha atenção, numa das extremidades do corredor, perto de uma porta de embarque, a escultura alaranjada de um “Ovo de Colombo”. Confesso que sem ler a inscrição primeiro pensei que fosse algo alusivo à Páscoa cristã, apesar da mesma já ter passado (a ortodoxa, por acaso foi apenas a 5 de Maio).

Aeroporto de Bruxelas - escultura de ovo de colombo

No computo geral fiquei bem impressionada com o aeroporto de Bruxelas, mas devo reconhecer “que nem tudo são rosas”.

Por exemplo, enquanto esperava pelo voo de ligação, vi um homem das limpezas com o seu carrinho, a esvaziar os baldes de separação do lixo. Apesar de existirem 3 ele esvaziou-os todos para um saco XL comum. Não podia acreditar, talvez fosse ilusão óptica minha, mas ao circular posteriormente perto do carrinho confirmei que o mesmo não possuía qualquer  outros separados no seu interior. Inacreditável…

Apesar de não ser da responsabilidade do aeroporto em si, a viagem de regresso a casa será sempre associada à greve dos funcionários da Swissport. Tal fez com que chegasse a Munique sem malas e que as mesmas só me tivessem sido entregues em casa dois dias depois.

Ainda bem que tal aconteceu na viagem de regresso a casa, ou seja, no fim das férias, pois o transtorno teria sido bem maior se tivesse sido no início das mesmas, como certamente terá acontecido com muitas pessoas.

4 thoughts on “No aeroporto de Bruxelas…

  1. Querida turista
    Se por um lado a oferta cresceu, no que diz respeito a viajar de avião, a qualidade diminuiu bastante e os cuidados em bem servir vou decrescendo.
    Num início de férias, partiremos com uma pedra no sapato…
    Beijinho

    • Olá!

      O aeroporto em si, fez tudo o que estava ao seu alcance para minimizar o enorme inconveniente, mas não se podia substituir aos trabalhadores necessários e responsáveis por efectuarem o serviço de tratamento e despacho das malas.

      No aeroporto em si, não senti nenhuma situação caótica, só depois do desembarque final, já em Munique, na área de recolha das malas é que as mesmas não apareceram, mas os passageiros já estavam advertidos desse facto e nem apareceram na ilusão de as poderem levantar.
      Tanto quanto possível, os passageiros no aeroporto de Bruxelas foram aconselhados a viajar com malas de mão com os itens essenciais.
      A questão é que as minhas malas já tinham sido todas despachadas até ao destino final, no aeroporto do Porto, e aí ninguém nos advertiu desse contratempo.

      Beijinho

  2. Querida Turista:
    Os aeroportos são locais especiais, acontece de tudo. Gosto por vezes de apreciar a quantidade de gente que vai passando, tão diversa entre si. Mas apanhar uma greve ( já apanhei várias) é muito mau. Passei a viajar só com o mínimo indispensável em bagagem de mão desde que estive 4 dias na Austrália sem bagagem. Também acho revoltante a atitude do empregado da limpeza.
    Beijinhos.

    • Bom dia!

      Por vezes acontece as malas não chegarem no mesmo avião que os passageiros, e cria bastante transtorno quando tal acontece. Levar uma bagagem de mão com o mínimo indispensável é uma atitude sensata e precavida, sem duvida alguma.

      Beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s