Floresta de vidro

Na Alemanha existem diversas rotas temáticas que envolvem percursos mais ou menos extensos. Algumas dessas rotas já foram mencionadas por aqui, mas a de hoje ainda não.

Glasstraße - sinalizacao

A estrada do cristal, Glasstraße da Baviera Oriental, integrada na Floresta da Baviera (Bayerischer Wald) é um desses casos.

No site oficial da Glasstraße é possível encontrar um mapa em pdf com a referida extensão da estrada e as cidades que a integram, algumas praticamente na fronteira com a Republica Checa.

Glasstraße map

Uma das principais atracções turísticas desta estrada é a Floresta de Cristal, Gläserne Wald em Regen, e foi justamente esta que despertou a minha curiosidade e me fez percorrer cerca de 175 km a partir de Munique, para a visitar.

Confesso que as minhas expectativas foram um pouco defraudadas, pois para uma floresta esperava algo com maior extensão.

A Floresta de Cristal foi criada perto do castelo de Weißenstein seguindo uma ideia de Charly Rödl, o chefe de informações turísticas locais. As árvores de vidro, foram criadas por vários artistas, cada uma com as suas peculiaridades, o que cria um cenário único e original e um pouco menos bucólico.

Regen - Glaeserne Wald 1

Regen - Glaeserne Wald 2

A casa que sobressai nas imagens anteriores perto da floresta de vidro pertenceu a Siegfried von Vegesack (1888 – 1974), um escritor e tradutor alemão. Foi convertida em 1984 num museu na “Fressende Haus” (Casa Carnívora – nome homónimo de um dos romances mais conceituados deste autor, e assim denominada pelo seu proprietário, uma vez que o edifício devorava muito dinheiro na sua manutenção). É possível visita-lo entre meados de Maio e meados de Outubro.

Neste museu é possível encontrar no rés do chão um quarto dedicado ao proeminente autor e anterior proprietário. No primeiro andar encontra-se a maior colecção privada de rapé do mundo com cerca de 1200 latas e frascos coloridos. O segundo andar é dedicado a exposições temporárias e no terceiro andar a exposição tem como moto “o lado positivo da dura vida” com uma peculiar colecção de arte popular do Dr. Reinhard Haller. Também se pode encontrar neste museu achados arqueológicos dos séculos XIV a XVII.

O edifício foi construído originalmente em 1100 como celeiro do Castelo Weißenstein, e situa-se aos pés deste.

Do Castelo de Weißenstein restam apenas as suas ruínas, as quais é possível visitar. Das mesmas pode-se apreciar a privilegiada paisagem proporcionada pela sua localização sobranceira, uma vez que o castelo foi construído sobre o ponto mais alto do Pfahl de rochas de quartzo que se estende pela floresta da Baviera.

Regen - Ruinas do Castelo de Weißenstein

Nas imediações fica a capela de Weißenstein, situada na base do rochedo e das ruínas do castelo. A capela foi construída em 1820. Esta é bastante sui generis uma vez que possui placas/tábuas mortuárias penduradas nas suas paredes exteriores.

Regen - Capela de Weißenstein

.Estes são alguns dos motivos de interesse para visitar Weißenstein em Regen, um dos principais atractivos na estrada de cristal, a Glasstraße.

Advertisements

One thought on “Floresta de vidro

  1. Pingback: Jardim de Cristal…. | Turista Ocasional

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s