Passau na margem do rio…

Depois de várias igrejas, abordadas no artigo anterior, o passeio exploratório pela cidade de Passau levou-me finalmente às margens dos rios, mais concretamente à ponta de conjunção dos rios Inn, Danúbio e Ilz (2) (ver mapa do centro da cidade).

Passau - onde o Inn Danubio e Ilz se juntam

Optando por percorrer a avenida pedonal junto ao rio Danúbio, a mesma fez-me passar pelo Museu de Arte Moderna (3), mas confesso que não tive uma vontade especial de o visitar na altura.

O passeio continuou assim até à Rathaus (Câmara Municipal da cidade) (6), localizada na Rathausplatz, mesmo em frente ao Danúbio, o que lhe permite ter uma vista privilegiada sobre o mesmo.

Passau - Camara Municipal - Rathaus

Os primórdios da Antiga Câmara Municipal remonta ao ano de 1298, quando os cidadãos da câmara lutaram numa revolta contra o arcebispo. O salão de estilo veneziano, data de 1405. Os frescos originais da fachada remontavam a 1446, obra de  Ruprecht Fueterer e Rueland Frueauf o Velho, e foram substituídos em 1922 por Joseph Hengge de Kempten por murais modernos, mostrando o Imperador Ludwig da

Baviera e quatro porta-estandartes do eleitorado da Saxónia, Eleitorado de Trier,   Eleitorado de Colónia e do Ducado da Baviera. No pátio interior há a fonte Liendl (Liendlbrunnen) de 1555, que antigamente encontrava-se na Residenzplatz. O complexo actual da Câmara salão actual decorreu ao longo do tempo resultado de oito construções. No sul, a Câmara Municipal resultou do antigo Palácio Kuenberburg, que foi construído em 1680-82 por Bartolomeu Opstal e tectos interiores de gesso sao obra de Paolo d’Allio.
A torre de 38 metros de altura foi adicionada entre 1889 e 1892 por Heinrich Freiherr von Schmidt para substituir a torre anterior demolida em 1811. Foi originalmente construída  com um telhado pontiagudo, que foi demolido em 1938 devido ao mau estado. Em 1991 foi instalada na Torre um carrilhão automático com 23 sinos, que pode ser usado desde 2007 como um instrumento ao vivo.

O salão da câmara municipal é acessível através de uma escadaria gótica de 1446. O salão  depois do grande incêndio, foi criado por Carlo Lurago e Giovanni Battista Carlone. A pintura colossal no “grande salao”, mostra a entrada de Kriemhild na cidade de Passau e o casamento do imperador Leopoldo I com  Eleonore de Pfalz-Neuburg, em 1676, e as restantes duas pinturas no salões foram criadas pelo pintor Ferdinand Wagner entre 1887 e 1893. O “grande salão da Câmara”  serve principalmente como um elegante local para eventos. O “pequeno salão” é usado para registo de casamentos e como sala de reuniões do conselho da municipal.

2 thoughts on “Passau na margem do rio…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s